Tour virtual de imóveis é aliado na pandemia

Ferramenta registra crescimento de 158% desde o início do isolamento social

Por Cristiane Campos

Visita virtual ao imóvel tem ajudado a minimizar os impactos da crise nos segmentos de compra, venda e locação
Visita virtual ao imóvel tem ajudado a minimizar os impactos da crise nos segmentos de compra, venda e locação -
Os imóveis com visitas virtuais para venda ou locação ganharam ainda mais destaque na pandemia. A busca por unidades com essa tecnologia cresceu 158% desde o início do isolamento social, segundo levantamento do Grupo Zap. Já os números de anúncios por este modelo também vêm crescendo: de maio a julho, o aumento foi de 51%. Os dados mostram que, cada vez mais, as pessoas querem facilidades para buscar um imóvel. A pesquisa "A Influência do coronavírus no mercado imobiliário", realizada recentemente pelo Grupo Zap com 3.469 entrevistados perguntou sobre quais medidas corretores e imobiliárias poderiam adotar para auxiliar na busca na busca por um imóvel durante esse período de pandemia. O estudo revelou ainda que o tour virtual é uma das medidas mais solicitadas por quem busca um imóvel. Além disso, endereço completo e transmissão de visitas por meio de vídeos também estão entre os mais solicitados.

O levantamento também apurou que São Paulo é o estado que tem mais buscas por tour virtual, seguido de Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Em São Paulo, os bairros que as pessoas mais utilizam a ferramenta são: Indianópolis, Perdizes, Jardim Paulista, Vila Mariana e Itaim Bibi. "A ferramenta consegue trazer uma experiência imersiva e bastante intuitiva para quem busca um imóvel para compra ou locação. Com ela, a pessoa consegue observar mais detalhes do imóvel que está procurando", afirma Suene Souza, diretora de Produto do Grupo Zap.

Confirmando a tendência da pesquisa, a Banib Conecta, plataforma especializada em tour virtual, por exemplo, teve alta de 95% no número de visitas virtuais na plataforma, alcançando mais de 412 mil acessos no primeiro semestre. O CEO da empresa Renato Rodrigues afirma que a pandemia influenciou uma nova cultura de mercado na busca por imóveis, trazendo mais notoriedade para o tour virtual, que se tornou ainda mais aliado por conta do distanciamento social.

Administração e reparos condominiais na palma da mão

A manutenção predial também chamou atenção neste mesmo período. A Fix, startup de manutenção residencial, registrou crescimento de 293% nos chamados pelo aplicativo e mais de 10,8 mil atendimentos. A startup fez parcerias com a Tigre para ajudar a movimentar o setor de manutenção e construção, além de ter mais oportunidades de trabalho aos seus prestadores. "Essa parceria foi importante tanto para os usuários do aplicativo que necessitavam de serviços como também aos prestadores que tiveram mais oportunidades de renda e mais conteúdo para especialização", diz Eduardo Basile Quadrado, fundador da Fix. Já o Grupaly, aplicativo de administração de condomínios, em menos de 60 dias alcançou mais de 3 mil acessos no período de quarentena em que as reuniões de condomínio foram proibidas por conta do isolamento social.

Comentários