Aposentados do Município do Rio correm risco de perder benefício

Essa é a última semana para quem tem final de matrícula 5 fazer a prova de vida em qualquer agência do Santander

Por PALOMA SAVEDRA

Aposentados e pensionistas devem ir ao Santander
Aposentados e pensionistas devem ir ao Santander -
Cerca de dois mil aposentados e pensionistas da Prefeitura do Rio de Janeiro que têm final de matrícula 5 devem fazer a prova de vida esta semana ou terão os benefícios previdenciários suspensos. O período de recadastramento anual obrigatório para esse grupo começou em 2 de maio e vai acabar na próxima sexta-feira.
O procedimento não pode deixar de ser feito e deve ser realizado em qualquer agência do Banco Santander — instituição responsável por rodar a folha salarial dos vínculos do município. A exigência é feita pelo Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro (Previ-Rio) aos servidores. E a cada mês se inicia o prazo para um grupo, de acordo com o fim de matrícula.
Neste mês de maio, a atualização cadastral alcança aproximadamente 8 mil inativos e pensionistas. E, até o momento, o procedimento já foi feira por cerca de 6 mil.
O Previ-Rio lança mão da prova de vida como uma das medidas de combate a fraudes e, consequentemente, de pagamentos indevidos de aposentadorias e pensões. Quem perder o prazo, pode ir a uma agência do Santander mesmo fora do período oficial e regularizar sua situação. A orientação é para que essas pessoas tentem se recadastrar o mais rápido possível, ou seja, antes de a folha de pagamentos ser liberada e haver suspensão do depósito dos vencimentos dos faltosos.
Como voltar a receber
Aqueles que tiverem o pagamento do benefício previdenciário interrompido só voltarão a recebê-lo quando fizerem o recadastramento no Santander. E o Previ-Rio deposita todo o retroativo que foi retido. Porém, um alerta: o depósito não é feito de imediato. O inativo ou pensionista receberá o salário retido só na próxima folha a ser rodada. Ou seja, terá que esperar.
Para se manter no plano de saúde

Outro aviso: a prova de vida também é essencial para que o funcionalismos e mantenha sob a cobertura do plano de saúde da Assim. Inativos e pensionistas que não se recadastram no seu período ficam temporariamente fora da folha de pagamento. E como o serviço é pré-pago, ao sair da folha, o usuário também é retirado temporariamente do plano.
Quem não puder ir 

Servidores aposentados ou pensionistas com problemas de saúde que não podem ir até o banco devem apresentar ao Previ-Rio, dentro do seu prazo de recadastramento, laudo médico original, atestando essa impossibilidade. O documento pode ser entregue por familiar ou outra pessoa à autarquia, que fica na sede da Prefeitura do Rio, na Cidade Nova.
Quem mora fora

Quem mora fora do país ou está apenas em viagem no exterior durante o período recadastramento deve imprimir formulário na página do instituto (https://www.rio.rj.gov.br/web/previrio) e levá-lo preenchido ao consulado brasileiro mais próximo. Em seguida, precisa reconhecer a firma por autenticidade e enviar o documento, por carta, ao Previ-Rio, no mês da prova de vida.

Comentários