Governo Witzel terá que compensar gastos por adicional pago a docentes da Uerj

Solicitação foi feita pelo Conselho de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal

Por PALOMA SAVEDRA

Adicional por dedicação exclusiva a docentes da universidade era uma das reivindicações da categoria
Adicional por dedicação exclusiva a docentes da universidade era uma das reivindicações da categoria -
O Conselho de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) do Estado do Rio solicitou ao governador Wilson Witzel que compense os efeitos financeiros do aumento da despesa de pessoal na Uerj. Em relatório divulgado nesta segunda-feira (5 de agosto), técnicos do grupo fizeram ressalvas aos gastos decorrentes da Lei 8.267 de 2018, que garante o pagamento do adicional por dedicação exclusiva de docentes da universidade.
Os conselheiros disseram que solicitaram informações ao reitor da instituição em 20 de janeiro. E a resposta da Uerj foi de que não haveria alteração imediata de valor para ativos, e que não haveria como se calcular o valor do impacto para inativos, "visto que depende de opção de regime do servidor".
Diante disso, o conselho decidiu representar ao governador, em 25 de fevereiro, pedindo providências em 30 dias. Em 13 de maio, a solicitação foi reiterada. Sem resposta, o conselhou enviou outro ofício, em 1º de julho, solicitando que Witzel compense os efeitos financeiros.
À Coluna, o governo afirmou que a "situação dos docentes da Uerj está sendo analisada pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação".
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários