Reajustes de gratificações de policiais serão mantidos apesar de conselho fiscal

Secretário de Fazenda do Rio, Luiz Cláudio Carvalho diz que medidas já estão compensadas financeiramente

Por PALOMA SAVEDRA

Governo reajustou o RAS dos policiais civis e militares e a gratificação do Segurança Presente
Governo reajustou o RAS dos policiais civis e militares e a gratificação do Segurança Presente -
Os reajustes das gratificações pagas a policiais civis e militares pelo Estado do Rio serão mantidos. Ainda que o Conselho de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) faça questionamentos e cobre explicações do governo, o Executivo estadual bate na tecla de que não voltará atrás.
O secretário de Fazenda, Luiz Cláudio Carvalho, ressaltou à Coluna que, no caso do RAS, por exemplo, já há compensação financeira. E que isso foi comprovado aos conselheiros. Ele lembrou que, para aumentar o valor da gratificação pela hora extra, foi reduzido o número de vagas do RAS. "Está garantido, a própria medida tem sua compensação", afirmou Carvalho.
Quanto à lei estadual que garante mais uma progressão na carreira de docentes da Uerj, o secretário aponta que a medida tem que ser revista. O conselho indicou que esse aumento de gastos representa risco de exclusão do Rio do Regime de Recuperação Fiscal.
Agora, o estado analisa a possibilidade de entrar com uma ação direta de inconstitucionalidade contra a lei aprovada na Alerj que deu essa garantia aos docentes da universidade estadual.

Comentários