Frente em Defesa do Serviço Público articula com líder do governo para abrandar reforma

Ministro da Economia, Paulo Guedes disse hoje que PEC será enviada ao Congresso na próxima semana

Por PALOMA SAVEDRA

Presidente da frente parlamentar, deputado Professor Israel Batista tratou da reforma administrativa e de outras propostas com o líder do governo, Major Vitor Hugo
Presidente da frente parlamentar, deputado Professor Israel Batista tratou da reforma administrativa e de outras propostas com o líder do governo, Major Vitor Hugo -
Depois de adiar o envio da PEC (proposta de emenda constitucional) ao Congresso Nacional, por estratégia política, o ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou hoje que o texto será entregue na próxima semana. Enquanto isso, o funcionalismo articula para abrandar o projeto.
Também nesta quarta-feira, a Frente Parlamentar em Defesa do Serviço Público, presidida pelo deputado Professor Israel Batista (PV-DF), se reuniu com o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), para tratar da reforma e de outras propostas que já estão no Parlamento (as PECs da Emergência Fiscal e do Pacto Federativo).
Hugo se comprometeu a fazer a interlocução com o Ministério da Economia para que as demandas do setor público sejam apreciadas.
Na reunião, Israel Batista reforçou a necessidade de diálogo e reforçou que as categorias não irão abrir mão da estabilidade: "Não abriremos margem para perda de direitos".
Em relação às PECs 186 e 188 de 2019, que tratam da Emergência Fiscal e do Pacto Federativo, Israel Batista alertou para uma possível judicialização. "Não dá para retroagir no direito adquirido e cogitar a possibilidade de redução de jornada de trabalho e de salário. O clima com os servidores está péssimo". 

Comentários