Marcos Winicius está desaparecido há 5 dias  - Arquivo Pessoal
Marcos Winicius está desaparecido há 5 dias Arquivo Pessoal
Por Charles Rodrigues
Familiares a amigos estão realizando uma ampla mobilização nas redes sociais para encontrar o paradeiro do universitário Marcos Winícius Tomé Coelho de Lima, de 20 anos. Ele desapareceu, no último dia 8 de outubro, após sair, em sua bicicleta, de um shopping, em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro, onde acabara de participar de um encontro em família. O desaparecimento do estudante teria ocorrido durante o percurso entre o centro comercial até o condomínio, onde mora, na Urca, a cerca de 2 km de distância. Marcos usava camisa preta e calça marrom.
Estudante do curso de Farmácia, na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ), Marcos Winícius informou à família, durante o encontro no shopping, que sairia mais cedo, pois pretendia ir a uma festa com amigos, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. “Na despedida, ele me disse que, antes de seguir para a festa, iria deixar a bicicleta em casa e trocar de roupa. Dali, a nossa família seguiu para uma viagem. Ele não fez mais contato. Os amigos disseram que Marcos não chegou na festa. Tudo indica ter desaparecido no percurso entre o shopping e a casa. Estamos em choque” , contou, emocionada, a comerciante Paula Tomé Coelho Moraes, de 38 anos, mãe do universitário.
Publicidade
Web - Após mobilização na Web, estamos recebendo dezenas de informações sobre o caso. Algumas desencontradas. Em uma delas, disseram que o meu filho foi perseguido por um carro. Que teria sido levado por criminosos. Contudo, a única certeza que temos, inclusive já confirmada pela polícia, seria sobre as imagens do Marcos saindo do Shopping com a bicicleta. Estamos tensos, apreensivos e consternados. Contamos com apoio da rede de amigos. Tenho fé que encontraremos o meu filho”, ressaltou a mãe, que retornou às pressas de uma viagem à Região dos Lagos.
Investigações – De acordo com a família, a bicicleta do estudante ainda não foi encontrada e o aparelho celular está desligado. Segundo eles, a polícia deverá solicitar à Justiça as imagens gravadas por condomínios e comércios da região. O caso foi registrado na 10ª DP (Botafogo).