Jogadores vibraram com a iniciativa da confederação brasileira de basquete em divulgar fotografias de crianças desaparecidas em suas redes socais
Jogadores vibraram com a iniciativa da confederação brasileira de basquete em divulgar fotografias de crianças desaparecidas em suas redes socais Imprensa/CBB
Por Charles Rodrigues
Em maio de 2021, a Confederação Brasileira de Basketball (CBB) divulgará em suas mídias sociais, com apoio de jogadores das seleções masculina e feminina, imagens de crianças desaparecidas em todo o país. O projeto faz parte de uma parceria com o programa ‘SOS Crianças Desaparecidas’, da Fundação para Infância e Adolescência (FIA), e visa ajudar as famílias encontrarem seus entes queridos.
No Brasil, desaparecem, anualmente, cerca de 40 mil crianças, conforme dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Contudo, a falta de um cadastro nacional consolidado e da implementação de efetivas políticas públicas relegam os desaparecimentos a planos secundários, deixando famílias dilaceradas e interrompendo histórias e sonhos.

Para o presidente da CBB, Guy Peixoto Jr, a ideia da parceria é trazer o debate sobre os desaparecimentos à tona e sensibilizar a sociedade sobre o tema. “Queremos usar nosso alcance nas mídias e nossa rede de atletas para levar ao máximo de pessoas possíveis os rostinhos dessas crianças desaparecidas. Temos consciência do papel social do esporte e da CBB”, ressalta Peixoto Jr, que disponibilizará, no Twitter, Facebook e Instagram da CBB, fotos de crianças e contatos para denúncias ou informações que levem ao paradeiro dos desaparecidos.

Apontada como uma das melhores jogadoras do mundo e destaque da seleção brasileira, a pivô paulista Damiris Dantas, que, atualmente, defende o Minnesota Lynx, na Associação Nacional de Basquetebol Feminino dos Estados Unidos (WNBA), parabenizou o engajamento social da CBB e disse estar feliz em participar da ação em prol das crianças desaparecidas.
Publicidade
Um dos destaques da seleção brasileira, a pivô Damiris Dantas disse se sentir honrada em participar da campanha     - Imprensa/CBB
Um dos destaques da seleção brasileira, a pivô Damiris Dantas disse se sentir honrada em participar da campanha Imprensa/CBB


“São mais de 40 mil crianças que desaparecem todos os anos no Brasil. São números alarmantes, que refletem a tristeza e desespero de muitas famílias.Precisamos nos unir cada vez mais e fazer campanhas. Fico muito feliz quando vejo a CBB engajada em questões extra quadra que envolvem a sociedade. Acredito que podemos usar todas as plataformas que temos e dar mais visibilidade às questões humanitárias. Parabéns para a CBB pela iniciativa. Me sinto honrada em fazer parte desse time”, disse Damiris, que foi campeã da Copa América de 2011 pelo Brasil e jogou Londres 2012 e Rio 2016 pela Seleção.

‘SOS Crianças Desaparecidas’ já localizou mais de 3 mil crianças

O SOS Crianças Desaparecidas é um programa da Fundação para a Infância e Adolescência, órgão Estado do Rio de Janeiro, que desde 1996 desenvolve ações para identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos e reintegrá-los às suas famílias.

O programa, além de realizar ações de prevenção ao desaparecimento, oferece atendimento psicossocial aos responsáveis, cadastra, produz cartazes, divulga fotos das crianças nos meios de comunicação, além de receber denúncias e realizar encaminhamentos para a rede de serviços. O programa também integra a Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos.

“Há um cadastro nacional de crianças desaparecidas, porém não consolidado nos Estados, o que dificulta a localização. Existem vários tipos de desaparecimentos, dentre eles: o sequestro, a subtração de incapaz, a fuga do lar e as crianças perdidas. Já localizamos o total de 3.241 crianças, junto à rede de parceiros, sendo um percentual satisfatório de 85% de localização. Ficamos felizes com a CBB em participar dessa ação de conscientizar o Brasil para esse tema tão importante”, explica Luiz Henrique Oliveira, gerente do Programa SOS Crianças Desaparecidas.

Dia Internacional das Crianças Desaparecidas

O Dia Internacional das Crianças Desaparecidas é celebrado anualmente em 25 de maio. Esta data tem o objetivo de alertar as pessoas sobre todas as questões relacionadas com o desaparecimento de crianças e adolescentes. Durante esta data, várias instituições em prol dos direitos da criança, organizam atividades que visam mobilizar a população em geral na tentativa de solucionar os milhares de casos de jovens desaparecidos.

Esta data é uma homenagem ao caso de Etan Patz, um menino de 6 anos que desapareceu nas ruas de Nova Iorque, enquanto voltava da escola, em 25 de maio de 1979.

A partir de então, anualmente os amigos e familiares de Patz se reuniam na data de seu desaparecimento para conscientizar a população sobre os cuidados que devem ter para evitar o desaparecimento de outras crianças.

Infelizmente, a criança nunca foi encontrada, mesmo com o intenso esforço da polícia e comunidade na época. A partir deste caso, começou a famosa campanha que incluía fotos de crianças desaparecidas nas caixas de leite nos Estados Unidos.

Em 1986, o então presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan, oficializou o dia 25 de maio como uma data dedicada a todas as crianças desaparecidas.