Maratona de folia

Dicas de como cuidar do corpo durante o Carnaval

Por O Dia

Para dar conta dos dias de folia, é importante se preparar
Para dar conta dos dias de folia, é importante se preparar -

Falta exatamente uma semana para a chegada do período mais animado do ano. Dar um mergulho na praia, curtir os blocos, sambar na avenida, ir ao barzinho com amigos. Haja fôlego e disposição para aproveitar o Carnaval... E o corpo é o primeiro a sentir os efeitos de toda essa animação. Para garantir o bem-estar durante esses dias, confira as dicas dos especialistas e caia na folia com saúde!

No aquecimento

Para uma alimentação reforçada pré-folia, invista no consumo de carboidratos de boa qualidade, que ajudam a manter as reservas de energia nos músculos e no fígado.

- Opte por batata doce, batata baroa, aipim, inhame, lentilha, grão de bico e arroz integral. Além dos carboidratos, eles são ricos em fibras e micronutrientes- pontua a nutróloga Christiane Carvão, do Centro de Estudos e Pesquisas da Mulher (CEPEM).

 Durante o feriado

 Um cardápio variado e balanceado ajuda a aumentar o gás.

-A refeição ideal para os dias agitados deve conter diversos legumes e verduras, proteína magra e uma fonte de carboidrato complexo (arroz integral, quinoa, batata doce), que é fundamental para dar energia. Prefira carnes brancas, que possuem um menor teor de gorduras e, consequentemente, uma melhor digestibilidade - comenta Christiane. Frutas também são bem-vindas para intensificar a hidratação diária e repor eletrólitos perdidos durante a agitação. E hidratação não pode faltar! - Beba de dois a três litros de água por dia (um total de oito copos)”, indica a especialista.

Um elemento que não pode ficar de for a nos dias de folia (na verdade nos 365 dias do anos!) é o preservativo. Durante o período de Carnaval, as campanhas de prevenção a doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) costumam ser intensificadas a fim de conscientizar a população. - A camisinha segue sendo a melhor forma de prevenção. Sua distribuição é gratuita nos postos de saúde”, reforça a ginecologista Yara Leitão, do CEPEM. O principal foco do Ministério da Saúde é a prevenção de HIV/Aids. Mas o alerta é para o risco de propagação de outras doenças, como HPV, herpes genital, gonorreia, hepatite B e C e, sobretudo, sífilis - que vem apresentando um aumento no número de ocorrências no Brasil.

 Nos blocos

É importante ficar atento aos alimentos consumidos na rua, principalmente no calor. Frutos do mar, carnes, leite e derivados (queijo, creme de leite e iogurte) são mais passíveis ao processo de deterioração. -Evite os doces, já que eles aumentam os níveis de insulina e podem levar a quadros de mal-estar. Frituras, alimentos gordurosos (como carnes) e industrializados (biscoitos) também devem ficar de fora - pontua Christiane. Se possível, leve a sua água de casa para mais segurança da procedência.

E a bebida alcoólica?

Como sempre, é fundamental a moderação. - Para minimizar a sensação de desconforto, o ideal é tomar bastante água entre uma dose e outra, já que o álcool provoca desidratação- indica a nutróloga.  Se for beber, lembre-se de três regras básicas para evitar a ressaca e não encerrar a festa antes da hora: sempre intercalar a dose de bebida alcoólica com água mineral ou água de coco; não beber de estômago vazio; e não misturar tipos diferentes de bebidas.

Quarta-feira de cinzas

Se o Carnaval pesou mais do que deveria, beba bastante água para estimular o processo de detoxificação do organismo. No cardápio, opte por alimentos orgânicos, leves e frescos.  - Saladas com vegetais como brócolis, repolho, couve e couve-flor são as mais indicadas. Eles ajudam o fígado a eliminar todas as toxinas acumuladas nos dias de festa”, conta Christiane. Prefira as proteínas magras como peixe, peito de frango e ovo. Frutas ricas em água como abacaxi, melancia, melão ajudam a diminuir a sensação de inchaço - finaliza.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários