Ausência de olfato e paladar podem ser sintomas de coronavírus

Especialista alerta que nesses casos é importante manter o isolamento social, mesmo sem a presença de outros sinais

Por O Dia

A perda do olfato e do paladar podem ser sinais de coronavírus
A perda do olfato e do paladar podem ser sinais de coronavírus -
Febre, tosse e falta de ar são sintomas clássicos do coronavírus, mas o que pouca gente sabe é que a perda do olfato e do paladar também podem ser sinais da doença. Como não são tão comuns, esses sintomas podem passar despercebidos e isso é um problema porque mesmo sem parecer doente o indivíduo pode transmitir a Covid-19.
Segundo uma carta aberta divulgada pelos presidentes da Sociedade Britânica de Rinologia e do ENT UK, grupo britânico que representa otorrinolaringologistas, agora, há "evidências", vindas de países como Coreia do Sul, China, Irã, França e Itália, para perda ou comprometimento do olfato em pessoas infectadas pelo vírus Sars-Cov2.
A academia norte-americana orienta que esses sintomas podem ser suficientes para os médicos recomendarem o isolamento do paciente. A otorrinolaringologista Sabryna Farneze explica que esses sintomas podem ocorrer na ausência dos sinais mais clássicos da doença, nos casos mais brandos ou estar associados aos outros sintomas mais comuns da Covid 19.
- Pacientes nestas condições devem ser orientados a realizar isolamento domiciliar por 14 dias e aguardar a resolução da diminuição do olfato e do paladar, que parece ser temporária na maioria dos casos. Mesmo sem sintomas mais graves o paciente pode transmitir a doença e por isso o protocolo mais eficiente é o distanciamento social- explica a especialista reforçando que se houver agravamento dos sintomas é preciso procurar a emergência.
Até agora no Brasil já são 3.400 casos confirmados e 92 mortes causadas pela Covid-19. É sempre bom reforçar que para evitar a proliferação do vírus, as autoridades recomendam manter o isolamento social, além disso, é importante reforçar a rotina de higiene pessoal e lavar as mãos frequentemente com água e sabão, cobrir a boca e o nariz com o braço flexionado ao espirrar ou tossir. Evitar pôr a mão nos olhos, boca e nariz, além de utilizar um lenço de papel quando estiver fora de casa e em local onde não for possível a higienização adequada das mãos.

Comentários