Profissionais oferecem atendimento em casa

Profissionais de Oswaldo Cruz, Cordovil e Méier prestam serviços no local indicado pelos clientes. Eles cortam cabelo, dão consultoria e ensinam artes marciais

Por Bernardo Costa

15/08/18- CADERNO ZONA NORTE - Elvio Figueiredo atende as pessoas na própria casa ou vai até a casa dos clientes. Local: Vila Valqueire. Foto de Maíra Coelho / Agência O Dia. Cidade,Zona, Norte, Economia, Empreendedor, Caderno, Negócios
15/08/18- CADERNO ZONA NORTE - Elvio Figueiredo atende as pessoas na própria casa ou vai até a casa dos clientes. Local: Vila Valqueire. Foto de Maíra Coelho / Agência O Dia. Cidade,Zona, Norte, Economia, Empreendedor, Caderno, Negócios -

Rio - O movimento de salões de beleza voltados para homens, que ganhou força no últimos anos no país, chamou a atenção de Elvio Santos Figueiredo. Ele havia acabado de deixar a sociedade em uma empresa de transporte executivo e buscava uma forma de se reinventar. Filho de cabeleireira, decidiu investir no ofício. Mas precisava encontrar um diferencial. A ideia surgiu quando ele começou a atender os amigos em casa, os seus primeiros clientes, em Oswaldo Cruz.

"Alguns ligavam em cima da hora e pediam para desmarcar, pois não poderiam ir até o salão que montei em casa por algum imprevisto. Percebi que isso era comum, e tive um estalo", lembra Elvio.

Elvio Figueiredo se tornou barbeiro delivery - Maíra Coelho

Foi quando ele disse para um colega: 'pode deixar, eu vou até a sua casa'. Pronto. Estava definida a linha de atuação em que o empreendedor viu que poderia crescer: a de barbeiro delivery.

Da mesma forma, Flávio Farias, especialista em artes marciais, passou a oferecer atendimento personalizado quando um aluno perguntou se poderia receber treinamento em casa, devido à impossibilidade de frequentar o centro de lutas no horário em que Flávio dava aula. O profissional, então, deu início à atividade de 'personal fighter'.

"É um mercado novo, que está crescendo muito, principalmente porque as pessoas estão com o tempo cada vez mais corrido. E, indo até os alunos, fica mais fácil para os praticantes se envolverem com a atividade", diz Flávio Farias, que mora em Cordovil e é formado em Boxe, Muay Thai e Kickboxing.

Elvio e Flavio são da Zona Norte, assim como a maior parte do público que atendem. Mas há clientes em outras regiões. Em Copacabana, Elvio ‘salvou a vida’ de um freguês. E foi na madrugada. Ele tinha uma reunião de negócios para o dia seguinte, que foi marcada em cima da hora, e ainda iria sair tarde do trabalho. "Ele me ligou desesperado, dizendo que estava parecendo um lobisomem e precisava estar com boa aparência para a reunião. Marcamos o atendimento para 1h", lembra Elvio.

O personal fighter Flavio Farias dá aula no condomínio de uma aluna - Maíra Coelho

Não apenas as dificuldades de horário, mas também questões como limitações ou problemas de saúde fazem com que os clientes procurem o atendimento personalizado. Os primeiros alunos particulares de Flávio Farias, por exemplo, sofriam de síndrome do pânico e depressão. "Percebi o quanto a luta ajuda no psicológico", diz Flávio, que, assim como Elvio, se adapta à rotina do cliente: "já dei aula particular no domingo, e bem cedo", conta o personal fighter. 

Aulas para ensinar a empreender

Ronier Perdizio e a esposa Alê Soares criaram a empresa Inquietos. Um dos serviços que prestam é o ‘Sócio de Aluguel’, em que dão consultoria para quem deseja empreender mas não sabe por onde começar. As aulas são online, mas podem ser feitas em encontros presenciais, na casa do cliente ou na sede da empresa que pretendem desenvolver.

Ronier Perdizio presta consultoria de negócios para quem pretende empreender. O atendimento é online ou na empresa dos clientes - Maíra Coelho

"A gente mergulha de cabeça na proposta como se fôssemos sócios do empreendimento. E, a partir do entendimento sobre a solução proposta pelo produto, da identificação do público-alvo e do mercado em que a empresa está inserida, começamos a trabalhar", diz Ronier, que tem formação na área de desenvolvimento de negócios.

A consultoria é composta por oito encontros para o desenvolvimento de 12 passos. Ao fim do processo, garante Ronier, o cliente tem um modelo de negócios definido e um plano de ação para colocar a empresa em prática.

Galeria de Fotos

15/08/18- CADERNO ZONA NORTE - Elvio Figueiredo atende as pessoas na própria casa ou vai até a casa dos clientes. Local: Vila Valqueire. Foto de Maíra Coelho / Agência O Dia. Cidade,Zona, Norte, Economia, Empreendedor, Caderno, Negócios Maíra Coelho
15/08/18- CADERNO ZONA NORTE -Ronier Perdizio, presta consultoria de negócios para quem pretende empreender e não sabe por onde começar. O atendimento é online ou na empresa dos clientes. Local: Todos os Santos. Foto de Maíra Coelho / Agência O Dia. Cidade,Zona, Norte, Economia, Empreendedor, Caderno, Negócios Maíra Coelho
15/08/18- CADERNO ZONA NORTE - Elvio Figueiredo atende as pessoas na própria casa ou vai até a casa dos clientes. Local: Vila Valqueire. Foto de Maíra Coelho / Agência O Dia. Cidade,Zona, Norte, Economia, Empreendedor, Caderno, Negócios Maíra Coelho
O personal fighter Flavio Farias dá aula no condomínio de uma aluna Maíra Coelho

Últimas de Empregos e Negócios