Empresas de beleza oferecem serviços em estações do trem e do metrô

Marcas apostam no grande fluxo de pessoas que circulam nas estações.

Por RENAN SCHUINDT

A Club Men Salon abriu a primeira loja na Siqueira Campos e quer inaugurar outras na Central e Carioca
A Club Men Salon abriu a primeira loja na Siqueira Campos e quer inaugurar outras na Central e Carioca -

Rio - As estações de trem e metrô se tornaram um ambiente propício para novos negócios no Rio. De carona nessa tendência, o setor de beleza e estética, que faturou R$ 102 milhões em 2017 e estima um crescimento de 4% este ano, passou a investir em lojas nesses espaços. A aposta é atrair clientes que utilizam o transporte público e não conseguem encontrar tempo para dar um tapa no visual fora do itinerário cotidiano.

Um dos pioneiros do ramo foi o Spa das Sobrancelhas. Voltada aos cuidados femininos, a rede está há mais de dez anos na estação Cinelândia. A marca está presente em 21 estados e, no ano passado, faturou mais de R$ 80 milhões. Este ano, a expectativa é crescer mais 10%. Para isso, a rede aposta em novos serviços para usuários do trem e metrô. "Queremos implantar outros serviços e produtos que envolvem o cuidado com os olhos, como a Dermolev, que é a evolução da dermopigmentação", diz Jane Muniz, proprietária do Spa das Sobrancelhas.

Já no grupo das lojas que acabam de apostar nas estações está a rede de barbearias Club Men Salon. Há pouco mais de um mês foi inaugurado o primeiro quiosque da marca, na estação de metrô Siqueira Campos, em Copacabana. O diferencial do atendimento no local é oferecer um serviço mais dinâmico e com preços populares.

A barbearia na estação do metrô tem atendimento rápido e preço mais acessível - Divulgação

"Estamos levando um tipo de serviço de qualidade para quem não pode perder tempo. A pegada de reduto masculino continua enraizada. Uma das novidades é o shampoo a seco, desenvolvido para atender especialmente os clientes dos quiosques", explica Rodrigo Guimarães, dono da Club Men Salon.

Cliente de uma loja de rua da rede, Jorge Felipe Medeiros, de 28 anos, diz que ficou surpreso com a velocidade do atendimento na plataforma do metrô. "Estava num dia corrido, passei pela estação e vi o quiosque. Veio a calhar, pois eu precisava estar apresentável para uma reunião. Fiquei surpreso. Apesar de ser mais ágil, o serviço foi bem feito. E ainda paguei metade do que costumo pagar na loja", comenta Jorge.

A rede ainda fatura com a venda de acessórios, como camisas e bonés, e produtos de beleza. Ainda este ano, a empresa pretende abrir outras unidades no metrô da Carioca e Central do Brasil.

A rede Spa das Sobrancelhas foi pioneira ao apostar no metrô - Reprodução

AUMENTO ANUAL ANIMA EMPRESAS

Embora o Brasil tenha caído de 3º para 4º lugar no ranking dos maiores consumidores de produtos e serviços estéticos, ficando atrás de Estados Unidos, China e Japão, o crescimento anual anima os empresários do setor. Especializado em cuidados estéticos para mulheres, o Spa das Sobrancelhas foi uma das primeiras empresas do setor de Beleza a acreditar no potencial dos cuidados com os olhos.

A empresa foi criada em 2007 pelo casal Jane Muniz e Marko Porto. Eles eram donos de um salão de beleza e perceberam que o tratamento especial para sobrancelhas, além de ser o mais rentável, tinha alta procura e pouca oferta. "Desenvolvemos uma proposta diferente. Quando começamos, as pessoas falavam 'tirar' ou 'limpar' as sobrancelhas. Nós estabelecemos o design de sobrancelhas como nomenclatura e desenvolvemos serviços para o embelezamento do olhar", conta Jane Muniz.

Em 2017, a rede faturou R$ 80 milhões, um crescimento de 10% em relação ao ano anterior. "Isso foi possível graças aos treinamentos e à qualidade dos serviços e produtos", diz Jane. Em 2018, a empresa estima aumento de faturamento em mais 10% por loja.

Galeria de Fotos

A barbearia na estação do metrô tem atendimento rápido e preço mais acessível Divulgação
A Club Men Salon abriu a primeira loja na Siqueira Campos e quer inaugurar outras na Central e Carioca Divulgação
A rede Spa das Sobrancelhas foi pioneira ao apostar no metrô Reprodução

Comentários

Últimas de Empregos e Negócios