Denilson elogia Muricy e mira título da Sul-Americana para salvar a temporada

Volante exalta melhora do São Paulo sob o comando do treinador e vê possível conquista como uma forma de consolação: 'Sei que ainda é pouco para um clube gigante'

Por rafael.arantes

São Paulo - Desde que acertou de vez seu retorno para o São Paulo, Denilson sofreu com alto número de lesões. No entanto, após se recuperar de mais uma, o volante do São Paulo já se mostra totalmente preparado para ajudar o Tricolor no restante da temporada. Na luta pelo título da Copa Sul-Americana, o jogador garante que a chegada de Muricy Ramalho ajudou bastante a equipe a conseguir apresentar uma boa evolução neste ano.

"O Muricy conhece o São Paulo como poucos e isso contribuiu, além da capacidade dele, claro, para que o time crescesse de produção. Ainda não estamos com cara de São Paulo, mas vamos ficar. Estamos brigando para conquistar a Sul-Americana e jogar a Libertadores ano que vem. Para quem estava preocupado com rebaixamento, brigar por esses objetivos é uma boa consolação. Porém, pouco para um clube gigante", analisou.

Denilson quer título da Sul-AmericanaDivulgação

Se com Muricy o momento do São Paulo já pode ser considerado bem melhor, Denilson descarta algum tipo de problema com Paulo Autuori e Ney Franco, ex-treinadores da equipe. Segundo o atleta, os resultados negativos acabaram dificultando a sequência de trabalho dos técnicos e agora a tranquilidade já reina no Morumbi.

"Quando os resultados não são bons, a coisa acaba tomando um outro rumo. O Ney Franco é um cara fantástico, lamento que não tenha dado certo aqui no São Paulo. Não tenho absolutamente nada o que falar sobre os técnicos anteriores. Assim como o Muricy, gosto muito do Ney (Franco) e do Paulo (Autuori), que foi quem me promoveu aos profissionais do São Paulo e me deu a chance de conquistar um Mundial Interclubes aos 18 anos. Mas a verdade é que o time subiu de produção e o susto do rebaixamento passou. Isso, claro, mudou o ambiente", disse.

Passagem positiva pelo Arsenal

De volta ao São Paulo, Denilson analisa positivamente a passagem pelo Arsenal, da Inglaterra. Com o contrato rescindido para que pudesse retornar de vez para o clube paulista, o volante não esconde que o tempo em que ficou no time inglês teve um saldo positivo em sua carreira, mesmo admitindo o baixo rendimento da equipe no futebol local nas últimas temporadas.

"A falta de títulos, que infelizmente está se transformando em um rótulo no Arsenal, foi o fator que mais me motivou a voltar para o São Paulo. Mas minha passagem por lá foi ótima. Cheguei ao Arsenal um garoto, com 18 anos. No meu segundo ano de clube virei titular e cresci muito como profissional e como homem", disse Denilson, que mantém o sonho de conseguir um lugar na seleção brasileira.

"Hoje tenho muitos objetivos. Quero ganhar mais títulos com o São Paulo, títulos pessoais e trabalho, sempre focado em um dia poder voltar a ser convocado para a seleção brasileira", concluiu.

Denilson teve passagem pelo ArsenalEfe


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia