Nadal bate Dolgopolov, vence Rio Open e recebe o troféu das mãos de Guga

Tenista espanhol sagra-se campeão ao ganhar do ucraniano por 2 sets a 0 e alcança sua14ª vitória jogando no Brasil

Por rodrigo.hang

Rio - Favorito, o espanhol Rafael Nadal conquistou o título do Rio Open de tênis, ontem, no Jockey Club Brasileiro. Ele bateu na final o ucraniano Alexandr Dolgopolov, que jogou de luto devido às mortes nos protestos populares em seu país, que levaram à destituição do presidente Viktor Yanukovich. O número 1 do mundo derrotou o 54º colocado do ranking da ATP por 2 sets a 0 (6-3 e 7-6(3)), em 1 hora 41 minutos, e recebeu o troféu das mãos do ídolo Gustavo Kuerten.

Mesmo após uma semifinal extenuante, na qual o compatriota Pablo Andújar teve três match points, sábado, Nadal superou o cansaço e conquistou seu terceiro título em torneios no Brasil — triunfou na Costa do Sauípe, em 2005, e em São Paulo, em 2013, sua primeira conquista após sete meses se recuperando de lesão no joelho.

O ídolo brasileiro Gustavo Kuerten abraça o campeão Rafael Nadal e o vice-campeão Alexandr DolgopolovEfe

“É incrível a conexão que tenho com Brasil, é especial conseguir três títulos aqui. O público me anima muito, adoro essa torcida. Espero estar aqui em 2015 e na Olimpíada de 2016”, disse Nadal.

Já Dolgopolov, que jogou com uma fita preta no lado esquerdo do peito, pareceu estar abalado emocionalmente. Os tenistas mantiveram seus serviços até o quarto game, quando o ucraniano cometeu muitos erros e foi derrotado, permitindo a Nadal abrir 3 a 1. A chance devolver a quebra surgiu no sétimo game, mas o espanhol abriu 5 a 2 e depois 6 a 3, fechando o set com um ace.

Na segunda parcial, Nadal fez 5 a 2, mas se desconcentrou e Dolgopolov empatou em 5 a 5. No tie-break, refeito do ‘susto’, Nadal abriu 7 a 3 e fechou o jogo, chegando a 14 jogos sem perder no Brasil.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia