Um retorno bem especial para a seleção brasileira de basquete

Contra Angola, Marcelinho e Marquinhos voltam ao Maracanãzinho, palco de muitos títulos

Por pedro.logato

Rio - O retorno à Seleção para a dupla Marcelinho e Marquinhos não poderia ser em palco melhor: o Maracanãzinho, onde foram campeões da Liga das Américas com o Flamengo, em março. Nesta quinta-feira, com a camisa do Brasil, eles encaram Angola, às 20h, na abertura do Super Desafio, torneio preparatório para a Copa do Mundo, em agosto, na Espanha. No sábado, a seleção brasileira enfrenta a Argentina, às 10h.

Seleção brasileira enfrenta AngolaFabio Klotz

“Fico feliz em voltar para um lugar em que fomos campeões. Os dois jogos são importantes para a preparação para a Copa do Mundo”, disse o ala Marquinhos.

Eleito o jogador mais valioso da Liga das Américas, Marcelinho, aos 39 anos, retorna à Seleção após a Olimpíada de 2012, em Londres. “É muito importante jogar em um ginásio de muita história. É bom jogar no Maracanãzinho. Espero que esteja lotado. É o início da preparação, mas são amistosos importantes para a sequência do trabalho. Nós sabemos que podemos sonhar alto nesta Copa do Mundo”, afirmou Marcelinho, o jogador mais experiente da equipe brasileira.

A dupla conhece bem o Maracanãzinho. Mas também há espaço para estreantes, como o técnico da Seleção, o argentino Rubén Magnano: “Será a primeira vez que comando um time no Maracanãzinho. Já vim ao Rio outras vezes, mas em ginásio menores. Estou feliz em jogar em um estádio com tanta história.”
Após uma semana de treinos, o Brasil entra em quadra para testar a sua força. No caminho até a Copa do Mundo, só rivais que estarão no torneio: “Se você quer ser campeão, tem de encarar os melhores”, avisa Marquinhos.

Momento de testar

Magnano sabe a responsabilidade de dirigir a Seleção em um torneio no Rio, mas ressalta que o primeiro objetivo é testar o time de olho na Copa do Mundo: “A intenção é sempre ganhar, mas precisamos entender que é uma preparação. Espero que o time esteja em noventa por cento do ideal quando a bola subir na Espanha. Agora é o momento de acertar a equipe”, encerra.

Força máxima anima

A seleção brasileira tem um reforço e um desfalque para o Super Desafio. A CBB solucionou a situação de Leandrinho — o seguro com a NBA. O ala-armador está à disposição de Magnano: “Tudo foi resolvido. Estou muito motivado para a Copa do Mundo. Temos uma grande chance de ir longe. Estamos com o time completo. Temos os amistosos para errar bastante e conseguir ajeitar o time”, disse o ala-armador.

O fato de o Brasil ter força máxima na Copa do Mundo anima Leandrinho: “Com os melhores talentos, vejo o Brasil num patamar muito alto e brigando pelas primeiras posições.” No Super Desafio, porém, o Brasil terá o desfalque do ala-pivô Guilherme Giovannoni, com entorse no tornozelo esquerdo.


Colaboração de Edsel Britto

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia