Cockpit: Foi um toque de corrida, mas...

Choque entre Hamilton e Rosberg apenas pareceu acidental

Por edsel.britto

Rio - Na excelente pista de Spa, que favorece carros bons de reta e o espetáculo, deu certo a ousadia da RBR ao diminuir a asa traseira para compensar a falta de potência de seu motor Renault. E então entrou o melhor piloto do ano, Ricciardo, para aproveitar a briga das Mercedes.

Ao assumir a liderança, o australiano foi consistente para abrir vantagem e vencer mais uma. Só que devemos ser realistas. Tudo isso só foi possível graças a Hamilton e Rosberg, que deveriam ter feito a dobradinha em condições normais.

Foi um toque de corrida normal, nada de absurdo, mas, se fosse outro piloto, duvido que o alemão tivesse forçado tanto. Só o fez porque o inglês já tinha jogado pesado — e limpo — outras vezes e não acatou ordens da equipe para deixá-lo passar na Hungria.

Hamilton e Rosberg se envolvem em nova polêmicaEfe

Ou seja, poderia ter sido evitado. Os dois saíram prejudicados e Hamilton foi o grande perdedor , com o título ficando mais distante. Só acho que deveria ter abandonado o GP antes para poupar o motor para Monza. Certo é que o clima na Mercedes azedou de vez. E as próximas sete corridas serão de muita tensão e ataques entre os dois.

Está ficando feio

De novo Massa foi prejudicado por um problema e outra vez a Williams bobeou feio ao demorar para consertá-lo. Mas o brasileiro também voltou a ir mal nos treinos e a surra de Bottas só cresce.

Futuro cheio de talentos

Nunca vi, mas Max Vestappen deve ser um gênio das pistas para ser anunciado pela STR para correr em 2015 aos 17 anos. Se for isso tudo, o futuro da F-1 promete, com ele, Kvyat, Bottas e Ricciardo.

Vitória na GP2

Felipe Nasr conquistou a quarta vitória na GP2 e diminuiu para 32 pontos a vantagem do líder Jolyon Palmer na luta pelo título. André Negrão foi o oitavo na Bélgica.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia