Torcedora do Grêmio que chamou o goleiro Aranha de macaco é identificada

Patricia Moreira excluiu sua conta no Facebook e foi afastada do seu trabalho na Policlínica da Brigada Militar

Por O Dia

Porto Alegre - Patricia Moreira, este é o nome da torcedora do Grêmio que foi flagrada por câmeras da ESPN Brasil ofendendo o goleiro Aranha, do Santos. Ela, e uma parte da torcida Tricolor, chamaram o goleiro de 'Macaco' e 'Preto Fedido', entre outros dizeres racistas. A infratora foi identificada por internautas que promoveram uma verdadeira 'caçada' nas redes sociais depois do ato contra o atleta.

Após Aranha sofrer com atos racistas, filho desabafa: 'Orgulho de ter pai negro'

Grêmio diz que vai expulsar torcedores racistas se eles forem sócios do clube

A jovem excluiu todas as suas contas em redes sociais. Além disso, uma foto com um macaco de pelúcia vestindo a camisa do Internacional, maior rival do Grêmio, está sendo vinculada à imagem de Patricia como mais um ato de racismo promovido por ela.

Patricia também foi afastada do seu emprego. Ela era funcionária de uma empresa que presta serviços à Policlínica da Brigada Militar.

Internautas acusam torcedora exibindo um macaco com a camisa do Inter de ser PatriciaReprodução Internet

Últimas de Esporte