Jogos da Baixada empolgam em Meriti

Voleibol e natação agitam Sesc, que teve muito esporte, diversão e mudanças na classificação geral

Por pedro.logato

Rio - O Sesc de São João de Meriti ficou pequeno com a disputa da terceira etapa dos Jogos da Baixada 2015, que ocorreram no último fim de semana com provas de natação e partidas de voleibol. O forte calor na região ajudou a garotada a se jogar na água com mais prazer no sábado e contribuiu para as partidas de voleibol serem ainda mais quentes.

Com o fim das modalidades em Meriti, metade dos jogos já foi realizado. Se terminassem hoje, Duque de Caxias seria o grande campeão, com Queimados em segundo e Nova Iguaçu em terceiro.

Daqui para frente, restam outros três fins de semana. Em Magé, Nova Iguaçu e Queimados, respectivamente. Além dos esportes de sábado e domingo, a 18º edição já contou com futebol de campo, futsal, atletismo e handebol. Nos dias 11 e 12 de julho é a vez do handebol masculino sub-14 e sub-17 sacudir Magé.

Equipe de Duque de Caxias vence no masculino sub-14 e resultado ajuda cidade a assumir a ponta Fred Borba

RESULTADOS EM MERITI

Na natação, que aconteceu no sábado com provas de sub-14 e sub-17 masculinas e femininas, várias cidades conseguiram se destacar. No sub-14 feminino, Duque de Caxias levou a melhor e deixou a prata para Queimados e o bronze para Belford Roxo. Já no sub-17 feminino, Nova Iguaçu garantiu o ouro, seguido pelas equipes de Duque de Caxias e Belford Roxo.
No masculino sub-14, Queimados subiu ao lugar mais alto do pódio deixando Duque de Caxias em segundo e Itaguaí com o terceiro. No sub-17, Caxias foi ouro, Nova Iguaçu levou o vice e Itaguaí ficou com mais um terceiro.

Mas as pancadas do voleibol também fizeram parte dessa etapa, com partidas no sábado e domingo. Meninos e meninas do sub-14 participaram e quem levou a melhor foi Nova Iguaçu (feminino) e Duque de Caxias (masculino), os dois maiores vencedores dos jogos. Queimados conquistou a prata e Japeri o bronze no feminino. Além da medalha de ouro, Nova Iguaçu também levou com a escolha do melhor técnico e atleta. No masculino, Japeri mais uma vez chegou ao pódio, com o segundo lugar, e Queimados, em terceiro. Assim como o feminino, a equipe vencedora (Duque de Caxias) teve o melhor técnico e atleta.

Prefeito de Japeri, Timor acredita que os resultados relevantes conquistados pela cidade refletem a vocação de esportes do município e fomento da atual gestão para a prática.

“Os resultados demonstram a preocupação do nosso governo em incentivar o esporte e a educação. Este ano, realizamos em Japeri três competições de ponta: a terceira etapa da Copa Rio de Ciclismo, o 1º Campeonato de Voo Livre, e o 1º Torneio Aberto de Footgolfe, inédito no país”, afirma. Como o nome diz, a modalidade mistura os esportes de futebol e golfe e vem fazendo adeptos pelo mundo.

Meninas de Nova Iguaçu conquistam o ouro no sub-14 e cidade empata com Queimados em segundoFred Borba

Timor ressalta ainda a importância dos Jogos da Baixada para os atletas de Japeri. “É muito importante para os jovens de Japeri poder mostrar o seu potencial num evento como este, que dá visibilidade e oportunidade de uma troca de experiências. Vejo a felicidade e a alegria que toda a cidade vem recebendo esses bons resultados, que são importantes para a autoestima de nossos jovens atletas. Com este evento, o Jornal O Dia marca mais um gol de placa na vida dos jovens da Baixada”.

CIDADE ABANDONA JOGOS

Em decisão inusitada, o município de Mesquita abandonou a 18º edição dos Jogos da Baixada. Com a atitude, mais de 300 jovens da cidade deixam de participar das competições promovidas pelo O DIA e Instituto Ary Carvalho. Nesses 18 anos, os jogos proporcionaram um caminho para a cidadania através da prática esportiva a cerca de 5 milhões de pessoas, se tornando o maior evento socioesportivo da região.

A medida de deixar os jogos foi comunicada por meio de nota enviada pelo secretário adjunto da Secretaria de Esporte e Lazer, senhor Douglas Mucciolo, alegando não concordar com a decisão tomada pela organização, que ratificou a vitória de Nova Iguaçu no futsal masculino sub-17 por 2 a 0 . O município ponderou, logo após o jogo, que um dos atletas de Nova Iguaçu era morador de Mesquita. Contudo, a organização acatou o resultado obtido na quadra.

A organização dos Jogos da Baixada entende os argumentos de Mesquita, porém julga que a decisão afeta diretamente – e apenas – os meninos e meninas inscritos no evento, que tem como objetivo proporcionar a vivência de um ambiente que simula as maiores competições profissionais do país, com a participação de árbitros de ponta, distribuição de uniformes e kits alimentação, mas que, principalmente, tem como central a formação de valores positivos em cada um dos jovens.

Mais uma vez, a organização lamenta que em 2015 não será possível atuar junto aos jovens atletas de Mesquita.

Reportagem de Raphael Vaz Teixeira

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia