Um baiano com status de fenômeno

Isaquias Queiroz é uma grande esperança de medalha para os Jogos do Rio, em 2016

Por pedro.logato

Rio - Vem de Ubaitaba, na Bahia, a grande promessa da canoagem brasileira. Fenômeno da modalidade, Isaquias Queiroz tem brilhado nas competições internacionais, como nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Ele saiu do Canadá com três medalhas, sendo duas de ouro e uma de prata. Na volta para casa, no fim de semana, o atleta baiano,de 21 anos, foi recebido com homenagens e muita festa em sua cidade natal.

Isaquias Queiroz é um dos destaques do BrasilUSA Today Sports

Revelação da canoagem, Isaquias é um dos talentos do Time Petrobras 2016. Ao todo, 25 atletas de 15 diferentes modalidades foram escolhidos pela empresa, com foco no Pan e no Parapan-Americano de Toronto, em julho e agosto, respectivamente, e nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio, no ano que vem.

“Preciso treinar muito cumprindo tudo o que for preciso para conquistar uma medalha nos Jogos Olímpicos”, diz o canoísta.

Em 2013, Isaquias foi o primeiro brasileiro campeão mundial de canoagem, na Alemanha, na prova C1 500 metros, que não faz parte do programa olímpico.

Ele repetiu o feito em agosto de 2014, em Moscou. Na cidade russa, ele mostrou muito poder de superação ao conquistar o ouro um dia após sofrer uma queda na final da prova C1 1000m, quando estava muito perto da vitória. Mas Isaquias não se abateu e encontrou forças para dar a volta por cima. O fenômeno da modalidade ainda tem no currículo dois bronzes em Mundiais, na olímpica C1 1000m, em 2013, e na C2 200m, em 2014.

Na infância, o baiano foi submetido a uma cirurgia para a retirada de um rim, após ter caído de uma árvore. Superado o problema, começou a praticar a canoagem aos 11 anos, através do programa Segundo Tempo, do Ministério do Esporte.

Isaquias já sentiu o gostinho de viver o clima de uma Olimpíada. Em 2012, ele fez parte do Projeto Vivência Olímpica, do COB, que levou a Londres atletas com potencial de participação em 2016. O objetivo era proporcionar a experiência olímpica antecipada a jovens esportistas. No ano que vem, o sonho é brilhar no Rio, dessa vez como um dos protagonistas do evento, na Lagoa Rodrigo de Freitas.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia