O homem mais forte das Américas

Fernando Reis, ouro no levantamento de peso no Pan de Toronto, é esperança de medalha para o Brasil no Rio-2016

Por edsel.britto

Rio - O exemplo do paulista Fernando Saraiva Reis no esporte veio de sua própria casa. Com o pai, o também halterofilista Horácio Soares Reis, ele aprendeu a ter a disciplina necessária para se tornar um campeão. Seguindo esse ensinamento, ele conquistou o bicampeonato dos Jogos Pan-Americanos no levantamento de peso. O segundo ouro na competição veio neste ano, em Toronto, com a marca de 427kg, sendo 192kg no arranque e 235kg no arremesso, na categoria acima de 105kg.

Principal nome do país entre os homens no levantamento de peso, Fernando é um dos destaques do Time Petrobras 2016. Ao todo, 25 atletas de 15 diferentes modalidades foram escolhidos pela empresa, com foco no Pan e no Parapan-Americano de Toronto, em julho e agosto, respectivamente, e nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio, no ano que vem.

Fernando Reis levou bicampeonato no levantamento de peso no Pan de TorontoUSA Today

“A influência do meu pai foi natural, mas depois, como qualquer adolescente, você começa a perder o interesse, quer fazer outras coisas, sair. Mas meu pai sempre me ensinou a ter disciplina. Ele dizia: ‘Você é bom nisso, vamos treinar porque você vai ser um dos melhores do mundo’. Ele sempre acreditou em mim. Aprendi com ele que, para ter qualquer resultado na vida, é preciso empenho”, conta Fernando.

Ele começou na modalidade aos 10 anos e virou motivo de orgulho para a família. Com apenas 17 anos, Fernando competiu nos Jogos Pan-Americanos do Rio (2007) e não subiu ao pódio. Mas não desistiu. Mais uma vez, seguiu os ensinamentos do pai, passou a treinar ainda mais e voltou a disputar o evento em Guadalajara (2011).

Mais maduro, brilhou na cidade mexicana e garantiu o ouro, ao levantar, no total, 410kg (185kg no arranque e 225kg no arremesso), conquistando uma medalha inédita para o Brasil no esporte. “Administrei o resultado de 2007 com muito treino e disciplina. Vi que para ser um dos melhores do mundo eu tinha que treinar cada vez mais”, recorda.

Na ocasião, Fernando ainda acabou com um jejum do levantamento de peso do Brasil em Jogos Pan-Americanos. O último medalhista brasileiro tinha sido Edmilson Dantas, com dois bronzes em Mar del Plata, em 1995.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia