A lista dos proibidos da pesca

Seis espécies continuam a figurar na lista do Ibama com perigo de desaparecer

Por pedro.logato

Rio - Com a pífia (ou nenhuma) fiscalização às capturas de pescado em todo litoral brasileiro, sobra para nós, pescadores amadores, desportivos e artesanais conscientes, a tarefa de tentar preservar as espécies ameaçadas de extinção. Por causa dos excessos de pesca, o sinal amarelo acende para muitas espécies. Mas, por enquanto, apenas seis delas continuam a figurar na lista do Ibama com perigo de desaparecer.

Omero (1)%2C a raia- viola (2)%2C o cherne-poveiro (3)%2C o cação-bico-doce (4)%2C o cação-anjo (5) e o cação cola-fina ou caçonete (6) figuram na lista do IbamaReprodução Internet

São eles: o cherne-poveiro, o mero, a raia-viola, o cação-anjo, o cação-bico-doce e o cação-cola-fina. Deste mês até maio, a coluna pede especial atenção à raia-viola. É porque nesta época é tempo de as fêmeas se aproximarem da orla para parir seus filhotes. Com isso, viram alvos fáceis até de pescadores de praia, o que torna ainda mais cruel e devastadora a sua captura. Como a raia-viola, vamos liberar todos os peixes ameaçados. Só assim o esporte da pesca para alguns e o sustento próprio de outros passarão às próximas gerações, como uma boa música. Boas pescas e bom feriadão aos leitores!

MAIS CONCORRENTES AO SUPERKIT DO SHOPPING AVENIDA

Anderson Cruz%3A bonito-serra%2C na isca artificial%2C em Maricá.Reprodução Internet
Cleiton Bernardo%3A robalo-flecha%2C na isca artificail%2C em ItacuruçáReprodução Internet
Jean Solano%3A tarpon%2C na isca artificial%2C em pesca de rio em Olinda (PE)Reprodução Internet
Sergio Costa%3A piraúna%2C na isca artificial%2C em ItacuruçáReprodução Internet


Odimar Albernardes%3A namorado%2C na isca de lula%2C em Arraial do CaboReprodução Internet

CONDIÇÕES DO TEMPO

Predomínio de ventos de nordeste deixa tempo bom no fim de semana e mar calmo. De Lua Cheia, as variações das marés para hoje são: alta, a 1.2m, 3h30, e 1.3m, 16h; baixa a 0.2m, 10h, e 0.3m, 23h.

Mestre Canarinho:

(9953-8100), as iscas são sardinha, camarão e lula: Quebra Mar da Barra — carapicu-bandeira, corvina, xerelete e papa-terra; Cagarras — marimbá, pescadinha, parguinho e xerelete; Gragoatá/Boa Viagem — corvina, papa-terra e guaivira; Ilhas Pai e Mãe — pescadinha, olho-de-cão, corvina e xerelete.

Carlinhos Piraúna:

Leme — anchoveta,carapicu e graçainha (dia), corvina (noite); murinho da Urca — corvinota e carapicu (dia); Praia Vermelha — espada (noite).

Gilberto Ohoishi:

(22-99839-6442): em Arraial do Cabo, na Praia Grande — pargo, corvina, tira-e-vira e goete; na Ponta do Focinho— goete, tira-e-vira e pescadinha; no Largo da Praia da Ilha do Farol — pargo, peroá e olho-de- cão; no Largo da Pedra Vermelha — peroá, xerelete e pargo; na Ponta da Prainha — maria-mole, goete e pargo e espada (entardecer).</CW>

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia