Mais Lidas

Jogador acusado de pedofilia é ameaçado de morte na prisão e pede transferência

Meia foi condenado a seis anos de prisão após ter se relacionado com menina de 15 anos de idade

Por jessyca.damaso

Inglaterra - O ex-jogador Adam Johnson, que está preso acusado de ter tido relações sexuais com menina de 15 anos, quer ser transferido após afirmar que uma gangue da prisão de Moorland planeja matá-lo.

Adam Johnson é acusado de ter feito sexo com menor na InglaterraReuters

Segundo o ex-meia do Sunderland FC, um dos detentos teria dito que o plano de cortar sua garganta seria executado com uma faca improvisada.

De acordo com o jornal inglês 'Mirror', uma fonte teria dito que o ex-jogador "está em pedaços". "Adam chegou a contar para os familiares e amigos que está preocupado com sua própria segurança e quer se mudar para outro lugar", disse. "Ele também não sabe como nem quando o ataque irá acontecer, apenas lhe disseram sobre o corte na garganta. Ele está desesperado para ser transferido de Moorland".

Adam Johnson teve passagens em todas as seleções de base da Inglaterra e atuou em 12 oportunidades na equipe principal inglesa, marcando dois gols.

CRIME SEXUAL

Adam Johnson foi preso em março do ano passado após ter se relacionado com uma garota de 15 anos de idade. Recentemente, um vídeo ainda foi divulgado no qual o ex-jogador aparece fazendo comentários sobre a vítima, que era torcedora do Sunderland . Nas imagens, ele conta a outro detento como conheceu a menor.

"Todas as vezes que eu jogava em casa, eu deixava meu carro no estacionamento e após as partidas, ela estava lá me esperando... E pedia sempre por fotos. Isso aconteceu por cerca de seis meses", contou Johnson. "Então depois eu falei com ela por algumas semanas, nos encontramos e nos beijamos". No tribunal, ele negou qualquer relação sexual com a garota.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia