Vagner Mancini foi demitido da Chape por estar 'apaixonado', afirmam dirigentes

Técnico estaria se atrasando para treinos e por isso deixou time catarinense

Por O Dia

Rio - A demissão de Vagner Mancini do comando da Chapecoense gerou muita polêmica. O treinador, que vinha fazendo uma temporada positiva com a reconstrução do grupo, depois da tragédia do ano passado, acabou deixando a equipe após o empate contra o Fluminense, em Edson Passos. Segundo informações divulgadas no programa 'Redação Sportv', a saída do treinador não teve nada a ver com resultados.

Vagner Mancini deixou o comando da ChapecoenseDivulgação / Chapecoense

A versão da Chapecoense, dada por dirigentes a alguns jornalistas, foi de que Vagner Mancini estaria apaixonado e por conta disso tendo problemas de comportamento como técnico. O comandante estaria se atrasando aos treinos e tendo atitudes não muito comuns com a sua função de técnico.

Para a vaga de Mancini, a Chape contratou Vinícius Eutrópio. O ex-treinador da equipe catarinense assumiu recentemente o comando do Vitória.

Últimas de Esporte