Mais Lidas

Juninho critica Parreira: 'não teve coragem de me dizer que eu iria jogar'

Ex-jogador da seleção foi informado horas antes do jogo contra a França, na Copa do Mundo de 2006, que entraria em campo

Por marlos.mendes

Rio - A Copa do Mundo de 2006 teve uma eliminação dolorida para a seleção brasileira. O gol marcado por Henry foi um golpe duro na Seleção que para muitos era a melhor do mundo, com Ronaldinho, Adriano, Kaká e Ronaldo, formando o famoso 'quadrado mágico'. Em participação no programa 'Seleção Sportv', o comentarista Juninho Pernambucano, titular na partida contra os franceses, criticou o treinador do Brasil, Carlos Alberto Parreira, por avisá-lo poucas horas antes que iria jogar. 

Juninho Pernambucano critica ParreiraReprodução Internet

"Quando você ligar para o quarto às 3h da tarde para dizer que o jogador vai jogar, como foi o meu caso contra a França... Não joguei nada. O Parreira não teve nem a coragem de me dizer na véspera do jogo que eu iria jogar. Mas isso é passado", disse Juninho.

Questionado também se foi mal aproveitado com a camisa amarela, o ex-jogador não escondeu que acha que foi pouco utilizado e não pensa que foi um problema exclusivo com ele, mas também com outros jogadores.

"Eu e vários. Se você pegar todas as seleções, sempre foi assim (...) Para mim era normal, eu respeitava a hierarquia. Vem aqui é banco e pronto. Por isso que eu brigo muito pela igualdade de treinamento, de trabalho e de respeito. Eu falo para trabalhar de forma igual com todos porque você não vai conseguir contar com aqueles que são considerados os melhores o tempo inteiro", completou Juninho.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia