Ídolo do vôlei brasileiro, Giba atrasa pensão e tem prisão decretada

Ex-jogador deixou de pagar benefício por dez meses

Por O Dia

Giba pode ser preso na próxima semana
Giba pode ser preso na próxima semana - Kazuhiro Nogi/AFP

Paraná - O craque do voleibol brasileiro Gilberto Amauri Godoy Filho, mais conhecido pelo apelido de Giba, não vive grande fase longe das quadras. Nesta sexta-feira, foi revelado que o ex-ponteiro teve sua prisão decretada, depois de ficar dez meses sem pagar a pensão alimentícia de dois de seus filhos.

O mandado foi expedido no último dia 9, mas a prisão acabou não sendo feita por conta de uma liminar da Justiça, deferida nesta sexta, que suspendia a ordem até que uma audiência fosse realizada, segundo informações do UOL.

Segundo o próprio jogador, ele luta para que o valor do benefício seja reduzido, alegando que não tem condições de pagar o montante por completo.

Nesta semana, Giba esteve em PyeonChang, promovendo a modalidade do vôlei na neve. Caso a liminar seja derrubada, o ex-jogador da seleção brasileira pode acabar preso na volta ao Brasil.

Comentários

Últimas de Esporte