Hamilton vai continuar na Mercedes - AFP
Hamilton vai continuar na MercedesAFP
Por ESTADÃO CONTEÚDO

Espanha - A Mercedes confirmou neste sábado o domínio apresentado em todo o final de semana do GP da Espanha de Fórmula 1. Depois de ser mais rápida em todos os treinos livres, a equipe manteve a supremacia e garantiu as duas primeiras colocações na classificação. Melhor para o britânico Lewis Hamilton, pole com o tempo de 1min16s173, novo recorde do Circuito da Catalunha, nas proximidades de Barcelona. Já seu parceiro Valtteri Bottas veio em seguida, apenas 0s040 atrás.

Vice-líder na temporada, apenas quatro pontos atrás de Hamilton, o alemão Sebastian Vettel marcou 1min16s305 e garantiu a terceira colocação. A segunda fila, aliás, será toda da Ferrari: o finlandês Kimi Räikkönen foi o quarto com 1min16s612. Já a Red Bull completa a terceira fila, com Max Verstappen em quinto e Daniel Ricciardo em sexto.

Campeão em 2017, Hamilton havia feito a melhor volta no treino livre deste sábado. O britânico também fora o mais rápido na segunda sessão de treino livre da sexta-feira, enquanto o seu companheiro finlandês liderara a primeira.

Hamilton chegou ao GP da Espanha embalado pela vitória na prova anterior, no Azerbaijão, resultado que o colocou na liderança do Mundial. Agora, o britânico tenta emplacar a segunda vitória consecutiva na temporada e também na prova espanhola, em que triunfou no ano passado em um fim de semana perfeito, que também incluiu a pole position e a melhor volta.

A primeira parte da classificação deste sábado se iniciou com uma surpresa. Depois de ver as Mercedes dominarem os três treinos livres, a Ferrari reagiu e fez o melhor tempo, com Vettel. Max Verstappen fechou em segundo, seguido por Räikkönen e Ricciardo. Hamilton e Bottas, por sua vez, terminaram apenas em quinto e sexto.

Na parte inferior do grid, Hulkenberg, Ericsson, Sirotkin e Stroll fizeram os piores tempos e não avançaram ao Q2. Já Brendon Hartley, após sofrer forte acidente no treino livre de sábado, não teve sua Toro Rosso recuperada em tempo e, assim, não participou da classificação. A expectativa, contudo, é de que o piloto neozelandês tenha condições de correr no domingo.

E a surpreendente supremacia da Ferrari permaneceu no Q2. Vettel novamente fez a volta mais rápida, seguido por Räikkönen. Já Bottas foi o terceiro e deixou Hamilton na quarta colocação. Vandoorne, Gasly, Ocon, Leclerc e Pérez, por sua vez, foram eliminados.

Mas, no Q3, a Mercedes retomou o domínio. Hamilton logo cravou o novo recorde da pista e assegurou a pole. Bottas até chegou perto, mas viu o britânico confirmar a primeira posição no grid.

A largada do GP da Espanha de Fórmula 1, a quinta etapa da atual temporada, será às 10h10 (de Brasília) deste domingo.

Você pode gostar