Mais Lidas

Justiça da Suíça rejeita último recurso de Guerrero contra suspensão por doping

Assim, o peruano poderia voltar em uma eventual semifinal do Campeonato Gaúcho ou na fase de grupos da Copa Libertadores

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Paolo Guerrero
Paolo Guerrero -

Rio -  O peruano Paolo Guerrero sofreu nova derrota nos tribunais da Suíça. Nesta quinta-feira, o atacante do Internacional teve rejeitado o último recurso para tentar reduzir a suspensão de 14 meses a qual foi submetido por condenação por doping. O Tribunal Federal da Suíça, a suprema corte do país, recusou a apelação do atleta contra as punições aplicadas pela Fifa e pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês).

Com a decisão do tribunal, composto por cinco juízes federais, Guerrero terá de cumprir a suspensão até o final. O que significa se manter ausente de jogos oficiais até 5 de abril. Assim, poderia voltar em uma eventual semifinal do Campeonato Gaúcho ou na fase de grupos da Copa Libertadores.

Guerrero, em razão da decisão judicial desta quinta, segue sem poder defender a seleção do Peru nos amistosos deste mês, contra Paraguai e El Salvador, ambos nos Estados Unidos. As partidas servem de preparação para o time peruano para a disputa da Copa América, em junho, no Brasil.

O atacante do Inter acionou o Tribunal Federal da Suíça para tentar reduzir as punições aplicadas pela Fifa e pela Wada nos últimos meses. Inicialmente, a entidade máxima do futebol puniu o atleta com um gancho de seis meses. Mas a Wada não ficou satisfeita e exibiu punição maior. O pedido foi acatado pela Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês), que decidiu por um gancho de 14 meses.

As suspensões afastaram o atacante dos jogos do Flamengo e também da Copa do Mundo da Rússia. No entanto, um tribunal suíço decidiu suspender provisoriamente a punição para permitir que Guerrero disputasse o Mundial, ao levar em consideração que seria o retorno do Peru ao grande evento após 36 anos.

Com a camisa da sua seleção, ele marcou um gol na vitória sobre a Austrália por 2 a 0. Mas não evitou a eliminação precoce da equipe ainda na fase de grupos. Isso não evitou que Guerrero tivesse de pagar os custos dos processos à Wada, no valor total de 15 mil francos suíços (equivalente a R$ 56 mil).

O atacante peruano foi punido por doping por ter sido flagrado em teste positivo para um metabólito da cocaína em exame realizado em jogo das Eliminatórias da Copa de 2018, contra a Argentina, em outubro de 2017. Ele alega inocência e diz que ingeriu um chá contaminado num hotel.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários