César, do Flamengo, ironiza zagueiro do Vasco que não apertou sua mão antes de bater pênalti

Erro na cobrança garantiu o título da Taça Rio aos rubro-negros

Por O Dia

César e Werley
César e Werley -

Uma cena durante a cobrança de pênaltis na final entre Flamengo e Vasco chamou a atenção de quem assistia à disputa: na última batida cruzmaltina, o zagueiro Werley se recusou a cumprimentar César. O goleiro do Flamengo ficou no "vácuo", mas o vascaíno chutou por cima. O erro deu o título do segundo turno do Carioca ao Flamengo.

Depois do clássico, o goleiro ironizou Werley: "Na verdade, eu ia apertar a mão dele. Sempre faço isso, um cumprimento normal. Mas, enfim, ele não quis me cumprimentar, e a gente ganhou".

Comentários