Ídolo espanhol minimiza homenagem a atacante morto: 'Não foi um herói'

Jogador, de 35 anos, morreu após sofrer acidente

Por O Dia

Reyes
Reyes -
Rio - A morte do atacante José Antonio Reyes, ex-jogador de Sevilla, Arsenal e Atlético de Madrid, em um acidente de carro no sábado, segue repercutindo na Espanha. Em meio às homenagens, o ex-goleiro Santiago Cañizares fez um comentário pelas redes sociais que gerou polêmica. 
"Excesso de velocidade em avenida circular é uma atitude condenável. No acidente houve vítimas além do motorista. Reyes não merece um tributo como um herói. Mas isso não significa que lamente o que aconteceu e que eu reze por suas almas. Eu acho o intolerável', escreveu o ex-goleiro.

De acordo com os primeiros relatos, o atacante estaria dirigindo a 237 km/h quando o acidente aconteceu. Segundo a imprensa local, o acidente teria ocorrido às 6h40 deste sábado, horário de Brasília, na estrada entre sua cidade natal de Utrera e Sevilha. O primo de Reyes, Jonathan Reyes, também morreu no acidente.

Reyes defendia Extremadura, time da Segunda Divisão do Campeonato Espanhol. Sete jogos da Série B marcados para domingo foram adiados. 

Comentários