Neymar volta atrás e chega para prestar depoimento nesta quinta-feira na Cidade da Polícia

Atacante havia cancelado depoimento no SAER (Serviço Aeropolicial), na Lagoa, Zona Sul do Rio de Janeiro por conta de um problema no helicóptero que o levaria

Por RAFAEL NASCIMENTO

Neymar chegou à Cidade da Polícia por volta de 21h
Neymar chegou à Cidade da Polícia por volta de 21h -
Rio - Após a repercussão negativa, Neymar voltou atrás e irá prestar depoimento nesta quinta-feira sobre o vazamento de fotos da modelo Najila Trindade. O atacante brasileiro está na Delegacia de Repressão a Crimes de Informática, na Cidade da Polícia, localizada no Jacarezinho, para depor. Inicialmente, o seu depoimento havia sido transferido para a manhã da próxima sexta-feira.
O jogador do Paris Saint-Germain chegou na cidade do Rio na tarde desta quinta-feira, após passar o dia em Mangaratiba. Aguardado na Delegacia de Repressão a Crimes de Informática, no Jacarezinho, Neymar chegou ao local pouco depois das 19 horas. Para iniciar o seu depoimento, o atacante teve que entrar sem celular ou qualquer aparelho eletrônico.
Inicialmente, o jogador seria ouvido pelo delegado Pablo Da Costa Sartori no Hangar do Governo do Estado às 16 horas. Ele acabou cancelando por conta de um problema no helicóptero que o levaria. As autoridades, que haviam se mobilizado para recebê-lo no SAER (Serviço Aeropolicial), na Lagoa, Zona Sul do Rio de Janeiro, onde ele desembarcaria por volta das 16 horas e seria ouvido pelo delegado Pablo Da Costa Sartori no Hangar do Governo do Estado, se irritaram com a atitude.
O pedido para que Neymar prestasse seu depoimento no SAER partiu dos próprios representantes do camisa 10 da Seleção, temendo que ele fosse assediado. No entanto, com o adiamento, ele será obrigado a se apresentar na Cidade da Polícia.
Sobre a acusação de estupro feita por Najila, ainda não há previsão de quando Neymar prestará depoimento. O caso foi registrado em uma delegacia de São Paulo no último dia 31.

Galeria de Fotos

Neymar chegou à Cidade da Polícia por volta de 21h AFP
Neymar CARL DE SOUZA / AFP)

Comentários