Raul tenta, sem sucesso, jogada no ataque, observado por Marrony e Wellington Silva: o Vasco teve muita dificuldade contra o Boavista - Rafael Ribeiro
Raul tenta, sem sucesso, jogada no ataque, observado por Marrony e Wellington Silva: o Vasco teve muita dificuldade contra o BoavistaRafael Ribeiro
Por

Graças a um gol já nos acréscimos do argentino Germán Cano, única contratação do Vasco para a temporada, o Cruzmaltino arrancou ontem à noite a sua primeira vitória na Taça Guanabara por 1 a 0 sobre o Boavista, no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES). Quarto colocado no Grupo B, o time de Abel Braga — que vinha de um empate com o Bangu e uma derrota para o Flamengo — volta a jogar na quinta-feira, contra a Cabofriense, em São Januário.

O Vasco encontrou muitas dificuldades de criação desde o primeiro tempo. As melhores chances do Cruzmaltino na etapa inicial vieram em chutes cruzados de Marrony, que mandou à direita do gol de Klever após receber de Pikachu e de Talles Magno, num lance em que o argentino Germán Cano desviou e mandou a bola rente à trave pouco antes do intervalo.

O placar sem gols no primeiro tempo fez o time vascaíno deixar o campo sob algumas vaias. Para o segundo tempo, Abel Braga mudou o time, tirando Juninho, a novidade na escalação diante do Boavista, para a entrada de Gabriel Pec no meio-campo.

Mas o Vasco seguiu sofrendo com a falta de criatividade no ataque. A chance de perigo surgiu numa cabeçada de Talles após cobrança de falta de Gabriel Pec. Aos 38 minutos, Abel Braga fez outra alteração no time cruzmaltino tirando Talles Magno para a entrada de Ribamar, e a paciência da torcida acabou de vez, com os gritos de burro para o treinador.

O Boavista ainda teve uma grande chance no jogo e por pouco não abriu o placar aos 45 minutos: Luis Soares, livre na área, recebeu de Renan Donizete e mandou a bola no travessão. Mas o gol do Vasco saiu nos acréscimos numa cabeçada de Germán Cano, após receber cruzamento de Gabriel Pec. Ainda assim, os xingamentos a Abel continuaram.

LESÃO AFASTA GOLEIRO

Jordi, que sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda no jogo contra o Flamengo, não seguiu para Cariacica e ficará fora dos gramados por cerca de um mês.

Você pode gostar
Comentários