Por

Um duelo com cara de final marca o clássico entre Botafogo e Vasco, hoje, às 16h, no Estádio Nilton Santos, na corrida por uma das vagas para as semifinais da Taça Guanabara. Com seis pontos e na quarta colocação do Grupo A, a equipe de General Severiano vive uma situação mais tranquila que a do rival por causa da proximidade dos líderes Boavista e Flamengo. Já o Vasco, que não depende apenas de si para se manter na luta pelo título do primeiro turno do Carioca, precisa vencer.

O Alvinegro vai poupar pelo menos duas peças consideradas importantes: o zagueiro argentino Joel Carli e o volante Cícero. A preocupação da comissão técnica é segurar alguns atletas já com o pensamento na partida contra o Caxias, em Porto Alegre, na próxima quarta-feira, válida pela primeira fase da Copa do Brasil.

Valentim vai esperar até o último momento para decidir se escala o atacante Pedro Raul, que já fez dois gols no Carioca. Se o camisa 9 realmente for poupado, a expectativa é que Navarro ganhe uma chance.

Em São Januário, o momento é de muita tensão. Com apenas quatro pontos ganhos e na quarta posição no Grupo B, o Vasco ganhou uma sobrevida na Taça GB depois do empate de ontem entre Madureira e Bangu (0 a 0). Mas, para se classificar, tem que vencer seus dois jogos restantes (Botafogo e Portuguesa) e torcer para que Madureira (que pegará o Flamengo) e Volta Redonda (Portuguesa e Boavista) não pontuem mais.

Pressionado pela torcida, principalmente após a derrota por 1 a 0 para a Cabofriense, sexta-feira, em casa, o técnico Abel Braga vai escalar os reservas no clássico de hoje. Ele está mais preocupado com a estreia do time na primeira fase da Copa Sul-Americana, quarta-feira, na Colina, diante dos bolivianos do Oriente Petrolero.

Você pode gostar
Comentários