Evanilson espera repetir o sucesso de Bruno Henrique em clássicos  - LUCAS MERÇON / FLUMINENSE e Alexandre Vidal / Flamengo
Evanilson espera repetir o sucesso de Bruno Henrique em clássicos LUCAS MERÇON / FLUMINENSE e Alexandre Vidal / Flamengo
Por O Dia

O clássico mais charmoso do Brasil também é o mais frequente do Rio de Janeiro. Com o segundo confronto em apenas duas semanas, Flamengo e Fluminense vão se enfrentar pela 44ª vez em 10 anos. Agora, vale a classificação à decisão da Taça Guanabara. Os tricolores têm a vantagem do empate por terem terminado em primeiro lugar em seu grupo.

Graças aos recentes regulamentos do Campeonato Carioca, numa aposta para aumentar a atratividade, os clássicos acabaram banalizados com muitos confrontos numa mesma edição. Em 2017, por exemplo, foram nada menos do que oito Fla-Flus, distribuídos em Estadual (quatro jogos), Brasileiro (dois) e Copa Sul-Americana (dois). Agora em 2020, os clubes se encontram pela segunda vez em menos de um mês desde o início da temporada. E podem jogar mais três vezes até abril.

Mesmo sem terem se enfrentado tantas vezes em decisões (a última foi há três anos), Flamengo e Fluminense estiveram presentes em todas as edições de Campeonato Brasileiro entre 2011 e 2020, ao contrário dos rivais Botafogo e Vasco. O que contribuiu para o Fla-Flu ser o clássico mais disputado no Rio neste período, com 43 jogos, dois a mais do que Flamengo x Vasco (que se encontraram mais vezes em finais estaduais ou de turno).

E, para o 44º clássico em 10 anos, a rivalidade segue firme mesmo com a diferença financeira entre os clubes. Ainda mais após o confronto há apenas 14 dias. Na vitória do Fluminense com um gol de calcanhar de Nenê sobre a equipe sub-23 do Flamengo, alguns tricolores gritaram na arquibancada "time assassino", em referência ao incêndio no CT do Ninho do Urubu que matou 10 jovens da base rubro-negra.

Além da repercussão negativa, os torcedores do Flamengo ficaram indignados e contam com o primeiro clássico de 2020 com a equipe principal para dar o troco em campo. Já o Fluminense vai com força máxima e repetirá a escalação que derrotou o Botafogo no fim de semana.

"Esse é o segundo Fla-Flu do ano, a gente conseguiu sair com a vitória no primeiro, mas nós sabemos que agora é diferente. Alguns vão jogar pela primeira vez o clássico, outros têm bastante experiência, eu sou um deles. É um dos que eu mais gosto de jogar. Qualquer um pode vencer. O Fluminense também é muito grande. A rivalidade fala mais alto", afirmou o lateral Gilberto.

 

Você pode gostar
Comentários