Ronaldinho vira réu em ação coletiva que cobra R$ 300 milhões por danos morais

Empresa que tem ligação com o craque é acusada de bloquear quantias de mais de 150 pessoas

Por O Dia

Ronaldinho Gaúcho
Ronaldinho Gaúcho -
Rio - Ronaldinho Gaúcho foi incluído como réu em uma ação coletiva que cobra cerca de R$ 300 milhões por danos a empresa 18kRonaldinho. Desde 2019, a empresa tem bloqueado verba de alguns clientes que investiram. As informações são do "UOL".
A ação, movida pelo Ibedec (Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo) de Goiás, afirma que a empresa já lesou cerca de 150 pessoas. As vítimas seriam de vários estados brasileiros e até outros países, como Estados Unidos, Portugal e Itália. 
Também foram incluídos como réus os diretores Marcelo Lara Marcelino, Bruno Rodrigues Alcântara, Raphael Horácio Nunes de Oliveira e Athos Trajano da Silva.
O advogado de Ronaldinho, Sergio Queiroz, disse que não foi notificado oficialmente e, por isso, não se manifestará.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários