Hamilton e Messi são coroados

Piloto e craque do Barça empatam. Entre as mulheres, Simone Biles vence

Por O Dia

Hexacampeão mundial de F-1, Lewis Hamilton dividiu o Laureus com o argentino Lionel Messi
Hexacampeão mundial de F-1, Lewis Hamilton dividiu o Laureus com o argentino Lionel Messi -

O inglês Lewis Hamilton, hexacampeão mundial de F-1, e o argentino Lionel Messi, do Barcelona, eleito em 2019 o melhor jogador do mundo pela sexta vez, conquistaram ontem o tradicional Prêmio Laureus, em Berlim. Foi o primeiro empate da premiação, que chegou à sua 20ª edição e também coroou a ginasta americana Simone Biles, no feminino, como melhor atleta do ano.

"É um momento de grande honra, mesmo porque estou vendo todos os que já ganharam esse prêmio e que me inspiraram", afirmou Hamilton, que recebeu o prêmio das mãos do ator Daniel Bruhl, que interpretou Niki Lauda nos cinemas. O evento teve uma homenagem a Kobe Bryant, que morreu em janeiro.

Messi não compareceu à cerimônia, mas festejou a conquista em vídeo gravado e exibido durante a premiação. Simone Biles também não pôde estar presente, mas entrou ao vivo em vídeo, direto de Houston.

Os brasileiros Ítalo Ferreira, campeão mundial de surfe, e Rayssa Leal, vice-campeã mundial de skate, concorreram ao prêmio Melhor Atleta de Ação, mas foram derrotados por Chloe Kim, campeã mundial de snowboard. 

Já a Chapecoense disputou o voto popular na categoria Momento Esportivo de Inspiração nos últimos 20 anos, perdendo para a seleção indiana de críquete, campeã mundial em 2011.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários