CBF inaugura estátua de cera de Pelé em homenagem à conquista do Tri no México

Com dificuldade para se locomover, Rei não participa da cerimônia que contou com nove campeões

Por MARCELO BERTOLDO

Rio, 20/02/2020, Homenagem aos campeoes da Copa de 1970 e inauguracao da estatua do Pele, foto de Gilvan de Souza / Agencia O Dia
Rio, 20/02/2020, Homenagem aos campeoes da Copa de 1970 e inauguracao da estatua do Pele, foto de Gilvan de Souza / Agencia O Dia -
Rio - Passados quase 50 anos do Tri mundial conquistado pelo Brasil na Copa de 70 o olhar de admiração a Pelé deu lugar ao de contemplação durante a inauguração da estátua de cera do Rei, no Museu da Seleção Brasileira, na Barra da Tijuca, nesta quinta-feira. Com dificuldade para se locomover, o ídolo, agora eternizado, não compareceu à cerimônia que deu pontapé inicial da CBF às comemorações pela a conquista definitiva da taça Jules Rimet, no México.
Antes da inauguração, Pelé esteve frente a frente com a sua réplica de cera, em sua casa, na Baixada Santista, e aprovou a nova atração do museu da Seleção Brasileira. Em tamanho real, a estátua foi confeccionada pela mesma empresa que faz trabalho para o Museu Madame Tussauds. 25 artesãos participaram do projeto.
Na ausência de Pelé, a realeza do futebol brasileiro foi representada por outros nove campeões mundiais em 70: Leão, Ado, Brito, Piazza, Clodoaldo, Edu, Dadá Maravilha, Roberto Miranda e Jairzinho, autor de gols em todos os jogos na conquista do Brasil. Alexandre Torres, filho de Carlos Alberto Torres, representou o saudoso capitão, que faleceu em 2016. Todos receberam do presidente da CBF, Rogério Caboclo, medalhas em homenagem aos 50 anos da conquista.
Ao lado da estátua de Pelé, a viagem no tempo foi inevitável. Na dúvida, muitos ex-companheiros de seleção tocaram a réplica para confirmar se o Rei, em carne e osso, não estava presente na cerimônia. Furacão da Copa de 70, Jairzinho se emocionou com a valorização da memória do futebol brasileiro, em especial a de Pelé.
"Mais do que justa a homenagem a todos que participaram da seleção, que muitos dizem ter sido a melhor de todos os tempos. Pelé merece mais do que essa simples homenagem. Que fique eternizado, nos nossos corações principalmente", disse Jairzinho.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários