Coronavírus pode adiar a Olimpíada

Governo japonês já admite realização do evento até o fim do ano e não na data inicial, de 24 de julho a 9 de agosto

Por O Dia

Com máscaras, espectadores acompanham a maratona de Tóquio, no dia 1º deste mês: só para atletas de elite
Com máscaras, espectadores acompanham a maratona de Tóquio, no dia 1º deste mês: só para atletas de elite -

Os Jogos de Tóquio começam a ficar ameaçados por causa do surto de coronavírus. Sempre reafirmando o compromisso de realizar o evento na data prevista (24 de julho a 9 de agosto), o governo japonês já admite a possibilidade de adiar a Olimpíada em alguns meses. Até ontem, 274 casos da doença foram confirmados no país, e seis pessoas morreram.

Ex-patinadora e ministra da Olimpíada no Japão, Seiko Hashimoto adotou um tom mais reticente em discurso na manhã de ontem. Por causa do risco de disseminação da doença, ela lembrou que o contrato com o Comitê Olímpico Internacional (COI) prevê a realização dos Jogos em 2020, o que abre possibilidade de adiamento até o fim do ano.

"O COI tem o direito de cancelar os Jogos somente se eles não ocorrerem dentro de 2020. Isso pode ser interpretado como a possibilidade dos Jogos serem adiados, contanto que sejam realizados durante este ano", explicou.

Já o COI reforçou, por meio de uma nota oficial, a intenção de realizar os Jogos Olímpicos na data prevista. "O Conselho Executivo do Comitê Olímpico Internacional (COI) expressa hoje seu total comprometimento com o sucesso dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, agendado para 24 de julho a 9 de agosto de 2020".

O surto de coronavírus já causa impacto nos eventos esportivos do Japão. O Campeonato Japonês de Futebol, por exemplo, está paralisado, e a Maratona de Tóquio foi limitada a corredores de elite.

FERRARI ADIA TESTES

Por causa do surto do vírus na Itália, a Ferrari e a Pirelli comunicaram o adiamento do teste de pneus de 18 polegadas que serão utilizados na Fórmula 1 do ano que vem, marcado para amanhã. A nova data será escolhida em breve.

Já a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) decidiu cancelar a participação de 11 nadadores no Open do Mediterrâneo de Natação, disputado em Marselha, na França, entre os dias 20 e 23, para evitar contaminações.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários