Apresentador do SporTV critica denúncia de STJD contra atleta que se manifestou contra Bolsonaro

Carol Solberg foi enquadrada em dois artigos: o primeiro é sobre 'deixar de cumprir, ou dificultar o cumprimento de regulamento, geral ou especial, de competição'

Por Lance

André Rizek
André Rizek -
Rio - A jogadora de vôlei de praia Carol Solberg foi denunciada pelo STJD por ter gritado 'Fora, Bolsonaro', ao vivo, no 'SporTV', durante uma etapa do Circuito Mundial da categoria. Apresentador da emissora, André Rizek, usou a expressão 'inacreditável' para adjetivar o STJD.
LEIA MAIS: CONFIRA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O MUNDO DO ESPORTE

"Algum atleta foi denunciado por mostrar (legítima) simpatia ao presidente? Por que alguém seria punido por manifestar (legítima) antipatia? O inacreditável STJD precisa explicar isso", questionou.

Segundo o 'Globo Esporte', Carol foi enquadrada em dois artigos: o primeiro é sobre "deixar de cumprir, ou dificultar o cumprimento de regulamento, geral ou especial, de competição".

O segundo, é sobre "assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código à atitude antidesportiva". Pelos dois artigos, a atleta pode pagar multa entre R$ 100,00 e R$ 100 mil e pode ser suspensa de 15 a 180 dias.