Rio de Janeiro - 20/10/2019 - Anderson Daronco durante partida entre Flamengo e Fluminense no estadio do Maracana valido pelo Campeonato Brasileiro 2019. Foto: Luciano Belford/agencia O Dia - Luciano Belford/Agência O Dia
Rio de Janeiro - 20/10/2019 - Anderson Daronco durante partida entre Flamengo e Fluminense no estadio do Maracana valido pelo Campeonato Brasileiro 2019. Foto: Luciano Belford/agencia O DiaLuciano Belford/Agência O Dia
Por O Dia
Rio - Os árbitros brasileiros não estão sendo escalados para apitar jogador da Conmebol. Segundo informações do blog de Marcel Rizzo, no Uol, a entidade não escalou nenhum árbitro do Brasil para Copa Sul-Americana, Eliminatórias ou Libertadores. 
Publicidade
A Sul-Americana, que estava há sete meses paralisada, tem como norma o seguinte: os árbitros escolhidos serão de países que fazem fronteira com aquele onde o jogo ocorre e os profissionais precisam ficar no país que trabalharão o tempo todo que a etapa do torneio disputada dure.
Dos cinco árbitros e seis auxiliares que foram escalados para trabalhar em países vizinho até o fim da fase de grupos no retorno da Libertadores, três pegaram Covid em setembro e foram afastados. Anderson Daronco e Bruno Arleu, que estavam sediados na Argentina, e Bráulio Machado, que trabalhava na Venezuela. Todos já estão recuperados e seguem apitando no Campeonato Brasileiro.
Publicidade
Desta forma, a Conmebol decidiu, até o momento, não escalar juízes brasileiros em competições geridas por ela. Ainda segundo informação do blog, dirigentes de clubes de outros países pressionaram a entidade para que evitassem escalar brasileiros nos jogos.