Washington Rodrigues: Sem deixar saudade

Foi um Mundial tecnicamente fraco, sem que uma equipe se destacasse pela qualidade, jogo vistoso ou regularidade

Por O Dia

Mbappé é a esperança da França na final
Mbappé é a esperança da França na final -

Rio - França e Croácia fecharão a 21ª edição da Copa do Mundo. Durante um mês os olhos de todos acompanhando o maior evento esportivo do planeta e, ao apito final do árbitro argentino Nestor Pitana, as cortinas se fecharão sem deixar boas lembranças. Foi um Mundial tecnicamente fraco, sem que uma equipe se destacasse pela qualidade, jogo vistoso ou regularidade. Taticamente nenhuma novidade, as grandes estrelas Cristiano Ronaldo, Messi e Neymar deixaram a festa muito cedo e nenhum jogador marcou presença como protagonista. Tivemos brilhos episódicos: Modric, Mbappé (foto), Coutinho, mas nenhum manteve ritmo alucinante como Pelé, Maradona e Romário fizeram no passado. O craque da Copa sairá do jogo final, provavelmente o autor do gol do título. A Croácia chega à decisão com uma equipe guerreira, a França com um pouco mais de técnica, sem mostrar nada especial. Que seja um bom jogo e que a Copa do Mundo da Rússia termine em paz.

REAL QUER SEMPRE OS MELHORES

O Real Madrid faz bem em querer ter sempre os melhores jogadores no seu elenco. Recursos não faltam e o mercado está aberto. A investida sobre Neymar não é um fato novo, apenas foi acelerada pela saída de Cristiano Ronaldo para a Juventus, embora os espanhóis neguem qualquer negociação. Se Neymar quiser ir e o Paris Saint-Germain aceitar negociar, não vejo problemas, desde que toda transação seja conduzida sem turbulências, dentro da ética comercial e selada com apertos de mão entre as partes.

PEDALADAS

Repararam como a partir da fase eliminatória da Copa da Rússia diminuíram as ações do árbitro de vídeo? E não foi por falta de lances polêmicos. Puxaram o freio de mão ou será que eles guardaram para hoje?

Se a seleção da Croácia for campeã mundial, sua última derrota terá sido justamente para o Brasil, por 2 a 0, no amistoso do dia 3 de junho, no Estádio de Wembley. Faixa carimbada.

Na boa? Foi a Copa do Mundo mais mole e perdemos assim mesmo.

BOLA DENTRO

Não sei quem ao fim do jogo vai levantar a taça, mas é visível a simpatia da maior parte da torcida brasileira pelos guerreiros da Croácia. Os caras conquistaram a galera.

BOLA FORA

Sob o manto da Copa do Mundo da Rússia nossos clubes andaram se 'reforçando'. Vendendo jovens jogadores e importando veteranos. Esse assunto merecia uma investigação.

 

Comentários

Últimas de A Palinha Do Apolinho