Washington Rodrigues: A galera não merecia

Por

Mauricio Barbieiri, técnico do Flamengo
Mauricio Barbieiri, técnico do Flamengo -

Rio - Numa manhã com toda a pinta de verão, sol, céu azul, praias lotadas, Flamengo e Ceará foram ao Maracanã para o famoso jogo do mau hálito com a bola rolando às 11 horas. O primeiro tempo, sem gols, teve amplo domínio do Flamengo com o Ceará espetando em contra-ataques perigosos. No segundo tempo, com sol a pino e temperatura subindo ainda mais, Mauricio Barbieri (foto), aos 13 minutos, mandou a dupla Lincoln e Vitinho para os lugares de Dourado e Marlos Moreno. A pressão aumentou e, a impaciência da torcida rubro-negra que lotava as arquibancadas, também. A briga do ataque do Flamengo contra a defesa do Ceará seguia, enquanto Barbieri, nervoso, com um olho no campo e o outro no relógio, optava por Uribe no lugar de Piris, abrindo a defesa sem fortalecer o ataque. Nas arquibancadas, mais de 60 mil rubro-negros suando e sofrendo. Como tudo que vai mal ainda pode piorar, Leandro Carvalho escapou e fez o gol do Vovô. Acredite se quiser, Ceará 1 a 0.

 

Pedaladas

O atacante Vinicius Júnior balançou a rede duas vezes, uma delas de fora da área, no empate de 2 a 2 do Real Madrid B com o Atlético de Madrid B, e saiu muito aplaudido de campo. O meia Lucas Paquetá foi
vaiado pela torcida do Flamengo no Maracanã. O jogador vem caindo de produção, vítima de um ataque de

TAG: Tititi Agudo Grave. A loja de alimentação da Arena Corinthians foi assaltada depois do empate do
Timão em 1 a 1, com o Atlético-MG, no sábado à noite.

BOLA fora

Pior do que perder, é perder decepcionando a torcida. A galera rubro-negra fez a sua parte, lotou o Maracanã num jogo às 11 da matina e merecia ver uma coisa melhor.

BOLA DENTRO

Lisca Doido vem mostrando que de doido não tem nada. Pegou o Ceará no bagaço e vem dando o jeito dele. Para dobrar o Vovô, os adversários têm que suar um litro certo.

BOTAFOGO E VASCO ESTÃO NO LIMITE

Botafogo e Vasco estão trabalhando no limite e com as sirenes de pânico soando alto e avisando sobre o perigo que os ronda. São sintomáticos a goleada da tarde em Porto Alegre, onde o Grêmio atropelou e não socorreu, passando por cima da equipe do técnico Zé Ricardo com um estridente 4 a 0, e, depois, o sofrimento de Alberto Valentim vendo o Vasco tomar de 3 a 0 do Santos em pleno Maracanã, sem poder evitar o desastre. Os dois times precisam reagir urgentemente no Brasileiro enquanto há tempo.

Comentários

Últimas de A Palinha Do Apolinho