Mais Lidas

Washington Rodrigues: Árbitros na mira

Por

Ao lado de Diego, o árbitro uruguaio Daniel Fedorczuck dá o cartão amarelo para Gordillo, do Santa Fé
Ao lado de Diego, o árbitro uruguaio Daniel Fedorczuck dá o cartão amarelo para Gordillo, do Santa Fé -

Rio - Os erros de arbitragem vêm marcando esse Campeonato Brasileiro de forma irritante pela incompetência de quem apita e dos que comandam a Comissão de Arbitragem. Para completar, os ex-árbitros, hoje ganhando a vida como comentaristas, com raras e honrosas exceções, erram tentando aliviar os colegas com a surrada desculpa de que são lances meramente interpretativos. Todas as decisões dos árbitros ao longo do jogo são interpretações. Falta treinamento, condicionamento físico, os árbitros não acompanham o ritmo dos jogadores, inventam faltas, multiplicam as advertências verbais e aplicam os cartões para que possam respirar. Os danos causados são irreparáveis e o pior é que os prejudicados clubes, jogadores e principalmente o torcedor que paga pelo espetáculo não têm com quem reclamar. Muitas posições na tábua de colocações seriam modificadas se expurgados apenas os erros grosseiros e capitais.

 

PEDALADAS

O São Paulo não passou de um insosso empate sem gols com o Atlético Paranaense, irritando a torcida que compareceu ao Morumbi. Aguirre e a equipe deixaram o campo debaixo de muitas vaias. Panela fumegante à vista.

De olho na Libertadores e usando uma equipe de reservas, o Grêmio do Renato Gaúcho empatou com o América Mineiro em 1 a 1, lá no Independência, e praticamente deu adeus ao título do Campeonato Brasileiro.

BOLA fora

Lionel Messi fraturou o braço direito no primeiro tempo do jogo em que o Barcelona derrotou o Sevilla por 4 a 2. Ele ficará fora dos campos por, pelo menos, três semanas.

BOLA DENTRO

Ex- zagueiro Miguel Ferreira, hoje técnico e Presidente da Associação de Garantia do Atleta Profissional (Agape), inaugurou a sede própria da entidade na Cinelândia.

VASCO E BOTAFOGO ESTÃO EM PÂNICO

Vasco e Botafogo derraparam feio na rodada, perdendo para adversários diretos na corrida para fugir do garfo e do bafo quente do Capiroto na ponta de baixo da tabela. O Vasco foi derrotado em Recife, jogando muito mal. O Sport ganhou por 2 a 1, perdendo um pênalti e outras chances claras de gols. O Botafogo, dentro de casa, no Nilton Santos, irritou demais a torcida que viu de pertinho o Bahia passar o rodo, vencer por 1 a 0 e levar três pontinhos na sacola na volta para Salvador. Olho vivo, minha gente. O inferno do Campeonato Brasileiro é logo ali.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários