Mais Lidas

Washington Rodrigues: Ainda bem que apita

Por

Ricardo Marques Ribeiro (MG) apitará Inter x Flamengo
Ricardo Marques Ribeiro (MG) apitará Inter x Flamengo -

Rio - Foi uma vergonha o que aconteceu no empate em 2 a 2 entre Internacional e Santos, na noite de segunda-feira, no Beira-Rio. A torcida que venceu obstáculos do trânsito caótico não merecia ver o espetáculo deprimente proporcionado pela arbitragem. Os times se empenhavam, a torcida vibrava, mas os caras do apito precisavam fazer a lambança do dia. O árbitro Ricardo Marques Ribeiro (foto), como sempre confuso, indeciso, aos nove minutos do segundo tempo, anulou um gol legal de Damião. O pior é que para tomar a decisão errada levou quase dez minutos, durante os quais consultou bandeirinhas, auxiliares de linha de fundo, quarto árbitro, fez várias reuniões até decidir errado e anular o gol. Gostei do pessoal do 'SportTV' que durante todo o tempo não repassou o lance, impedindo o auxilio externo. Ainda bem que Ricardo Marques Ribeiro optou por ser juiz de futebol. Já imaginaram se preferisse tentar a vida como comandante, pilotando um Airbus A380? Deus é bom.

 

PEDALADAS

Se o time do Fluminense jogar o que sabe, será capaz de vencer o Nacional do Uruguai, hoje à noite, no Nilton Santos, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana.

As eleições no Vasco não acabam nunca e não deixam o clube andar, com sérias consequências.

O Botafogo jogará em sequência com Atlético-PR, na Arena da Baixada, Corinthians e Flamengo, no Nilton Santos. Hora do vai ou racha para a equipe alvinegra no Brasileiro.

BOLA fora

Negando-se a ser reserva, Diego Alves desrespeitou o Flamengo, o treinador Dorival Júnior, os companheiros, o goleiro César e a imensa torcida rubro-negra. Sem perdão.

BOLA DENTRO

Diego Ribas deu bom exemplo. Reconheceu que o Flamengo esteve bem sem ele, aceitou na boa o banco contra o Paraná, entrou no segundo tempo e mostrou serviço. Gostei.

UMA VERDADEIRA FESTA DO FUTEBOL

A Argentina está vivendo as 48 horas mais intensas proporcionadas pelo futebol nas últimas décadas. Começou ontem com o duelo entre River Plate e Grêmio, no Monumental de Núñez, e terá sequência hoje à noite, quando a Bombonera, lotada de fanáticos torcedores, certamente vai tremer por hora e meia com o dramático confronto envolvendo Boca Juniors e Palmeiras. Nunca a Copa Libertadores da América colocou frente a frente quatro adversários desse porte, representantes das duas maiores potências das Américas. Será uma verdadeira festa do futebol.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários