Washington Rodrigues: Mundial de clubes

Por O Dia

O jogo Vasco x Portuguesa foi disputado em Moça Bonita, sob 41ºC
O jogo Vasco x Portuguesa foi disputado em Moça Bonita, sob 41ºC -

Rio - O Mundial de Clubes não terá chance de sobrevivência nos moldes em que vem sendo disputado. O formato atual, maçante e previsível, não atrai público e muito menos investidores. A Fifa vem sofrendo pressões dos dois lados: dos que clamam por mudanças para torná-lo mais atraente e rentável, e da turma da Uefa, que teme concorrências com a Liga dos Campeões. O presidente da Fifa, Gianni Infantino, bancou a ideia. O conselho apresentou o projeto em reunião realizada, em junho, em Bogotá, e o balão voltou a subir e, mesmo com muita gente pronta para tascá-lo, o assunto não morreu. O mundial com 24 clubes divididos em oito grupos, disputado em 18 dias a cada dois anos em sede a ser escolhida, sensibilizou grupos financeiros fortes que aguardam o desfecho das tratativas para anunciar um aporte de 25 bilhões de dólares no projeto. Considero um Mundial de Clubes bem organizado como capaz de superar a própria Copa do Mundo de seleções.

O MUNDO CHORA A TRAGÉDIA DO FLA

O mundo se manifestou completamente consternado com o terrível acontecimento no Centro de Treinamento George Helal do Flamengo, o Ninho do Urubu, depois que um incêndio destruiu na madrugada de sexta-feira o alojamento destinado ao departamento de futebol das categorias de base, interrompendo sonhos de dez jovens, com idades entre 14 e 16 anos. No Rio de Janeiro, as diferenças deram lugar à solidariedade e o que vimos foi o apoio das demais torcidas, de Fluminense, Botafogo e Vasco, juntando suas lágrimas às da Nação Rubro-Negra.

PEDALADAS

Incêndio na Boate Kiss em Porto Alegre, em janeiro de 2013. Investigação em todas as boates. Rompimento de duas barragens, uma em Mariana outra em Brumadinho. Investigação em todas as barragens. Fogo no centro de treinamento do Flamengo, investigação em todos os centros de treinamento. No Brasil, é assim: as tragédias vêm primeiramente. Autoridades correm sempre atrás dos prejuízos. Previsão e prevenção são palavras desconhecidas para elas.

BOLA DENTRO

Neymar vem reagindo bem ao tratamento e os médicos do PSG consideram como possível sua volta aos gramados antes do prazo previsto. Tite vibrou com a previsão.

BOLA FORA

O açodamento de algumas autoridades da cidade procurando aparecer na mídia à custa da tragédia no CT do Flamengo. Além de nada fazerem ainda atrapalham quem faz.

Comentários