Palinha do Apolinho, 17/4

Palinha do Apolinho, 17/4

Por O Dia

Alberto Valentim ainda acredita em virada do Vasco
Alberto Valentim ainda acredita em virada do Vasco -

VALENTIM VAI TER QUE SER VALENTE

Por mais que um comandante queira manter o moral da tropa elevado, existem momentos em que os comandados sabem que a maionese azedou. Alberto Valentim procura palavras para tentar explicar, mas nem ele e muito menos os jogadores são capazes de analisar e descobrir o que aconteceu domingo na derrota de 2 a 0 para o Flamengo. O Vasco não jogou mal, apenas não jogou. Parecia anestesiado, mesmo no primeiro tempo, quando o Flamengo nada fez, e o próprio Abel Braga foi o primeiro a reconhecer. O pior para o Vasco está por vir: vai pegar uma sequência de quatro jogos duríssimos e desses resultados dependerá o resto da temporada. Nesta-quarta-feira, encara o Santos fora de casa pela Copa do Brasil, domingo é decisão com o Flamengo, na quarta-feira seguinte jogo de volta com o Santos e, no domingo, dia 28, estreia no Brasileiro contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada. Valentim e seus meninos terão que ser valentes para encarar esse pau com formiga.

DUREZA

O Campeonato Brasileiro terá bola rolando no fim do mês, dando início à longa caminhada que batizei como 'A Grande Procissão'. Serão dois turnos, 38 rodadas, 380 jogos, pontos corridos, de abril a dezembro. Na metade do caminho, dos 20 participantes da competição, uns 12 já estarão fora de combate; os oito restantes irão um pouco adiante; até que sobrem dois ou três brigando pelo caneco. Há quem goste, eu acho que poderiam bolar algo mais atrativo.

PEDALADAS

José Maria Marin preso e banido do futebol, Marco Polo del Nero, banido do futebol, Ricardo Teixeira fechadinho na ostra, só olhando pela frestinha. Não surpreenderia se novo arrastão abalasse o mundo da bola ainda este ano.

Pela qualidade dos 'reforços' que chegam para Fluminense. Botafogo e Vasco, suas torcidas podem se preparar para sofrer no Campeonato Brasileiro.

BOLA DENTRO

A suspensão de Bruno Henrique pode ajudar Abel a escalar Diego e Arrascaeta juntos, domingo, contra o Vasco. O uruguaio é igual a 'quero-quero': faz ninho nos lados do campo.

BOLA FORA

A lesão muscular que afastará Diego Souza por duas semanas veio na hora errada. Com sua liderança, poderia ajudar Barroca nos seus primeiros dias de trabalho no Botafogo.

Comentários