A missão Luxemburgo

Por O Dia

Vanderlei Luxemburgo é esperança de dias melhores no comando do Vasco
Vanderlei Luxemburgo é esperança de dias melhores no comando do Vasco -

O Vasco tem um belo estádio, enorme torcida, história recheada de grandes conquistas e não pode se conformar com a fraca campanha neste início de Campeonato Brasileiro. Em cinco rodadas, 15 pontos disputados, conseguiu dois — três derrotas e dois empates. Nas contratações de Vanderlei Luxemburgo e do preparador físico Antônio Mello, reside a esperança de melhores dias. Pior do que está, só se for rebaixado, e a fuga desse vexame é a meta do novo comando. Mello tem o trabalho mais difícil: equilibrar fisicamente o grupo para tentar garantir desempenho durante os 90 minutos e esse resultado não se consegue num estalar de dedos. Imagino o elenco em melhores condições depois da Copa América, quando Vanderlei Luxemburgo poderá colocar em prática os seus conhecimentos. Até aqui, o Vasco mostrou apenas vontade, os caras lutam, mas não produzem, erram passes de dois metros, falham nas bolas de decisão e terminam os jogos no bagaço.

SEM TV

O Botafogo jogará hoje à noite, em Assunção, contra o Sol de América, do Paraguai. Já o Fluminense vai receber o Atlético Nacional de Medellín, da Colômbia, amanhã, no Maracanã. Ambas as partidas são válidas pela segunda fase da Copa Sul-Americana, que garante ao campeão uma vaga na Libertadores da América em 2020. Não haverá transmissão pela televisão, aberta ou fechada.As imagens virão apenas pela Internet e, assim mesmo, somente para os assinantes da plataforma de transmissão via streaming 'DAZN', que detém os direitos exclusivos da competição.

PEDALADAS

Tite's Boys trabalhando duro e procurando saída para o momento em que o treinador terá que explicar as conversas com Neymar e Paquetá sobre comportamento.

Geral aposta que o Brasileirão será outro campeonato depois da Copa América. Tomara, porque se continuar como está, o Palmeiras papa essa jogando dominó.

A galera pede mais jogos às 11 da manhã.

BOLA DENTRO

A contratação de Rafinha, 33 anos, pelo Flamengo, pode ser uma boa para uma ou duas temporadas, só não vale pedir tempo para readaptação. Terá que chegar, jogar e resolver.

BOLA FORA

O Grêmio surpreende pela campanha negativa. Em cinco jogos, dois empates e três derrotas. Renato Gaúcho desafia quem duvida da recuperação e chama para as apostas.

 

Comentários