Projeto de Máquina

Por O Dia

Fernando Diniz vem fazendo um trabalho de destaque no comando do Fluminense
Fernando Diniz vem fazendo um trabalho de destaque no comando do Fluminense -
Os torcedores estão empolgados com as últimas façanhas do Fluminense e não são poucos os que falam numa nova edição da famosa Máquina Tricolor montada pelo presidente Francisco Horta. Claro que a euforia leva ao exagero, às vezes ao delírio, mas gosto disso, de ver o torcedor animado, motivado, esperançoso. Verdade que o desempenho supera as expectativas, no início do campeonato. O que se supunha é que o Fluminense lutaria para não cair e não faltavam motivos para pensar assim. O técnico Fernando Diniz  assumiu o comando e, se quisesse fazer um coletivo, não teria 22 jogadores. Seu trabalho é digno de elogios, tirou leite de pedra, fez a equipe funcionar da melhor maneira e ganhou a confiança de boa parte da torcida. Quem vê de fora tem outra imagem. O Fluminense tem bom ataque, 10 gols, mas o sistema defensivo é vulnerável, sofreu 9, falha na recomposição das linhas, está muito longe do ideal, mas bem melhor do que o esperado.

MAXI FORA

Ao pedir a rescisão de contrato à diretoria do Vasco por não estar relacionado para o jogo de hoje à noite, contra o Fortaleza, na capital cearense, o atacante Maxi López concordou com a decisão do técnico Vanderlei Luxemburgo. Pesado, lento, visivelmente fora de forma, o argentino ultimamente andava em campo, sendo notado apenas pelos cartões amarelos que tomava em sequência. A ideia era fazer um trabalho físico intenso, com apoio dos fisiologistas, preparadores e nutricionistas, para reaproveitá-lo, mas Maxi López não topou. Preferiu pedir o boné e ir embora.

PEDALADAS
O alemão Thomas Tuchel, técnico do Paris Saint-Germain, disse que não liberou Neymar para viajar para o Brasil. Pouco depois, o clube anunciou a renovação do contrato do treinador até 2021, mais um sintoma de que Neymar pode estar de saída do clube francês.
Jornais espanhóis revelam que esquenta o interesse do Real Madrid na contratação de Neymar. O clube da capital espanhola chegaria a pagar R$ 1 bilhão pelo menino travesso. É grana que não acaba.
BOLA DENTRO

A forma como Diego aceitou a decisão de Abel Braga de optar por Arrascaeta. Foi digno, respeitoso, profissional e soube esperar apostando no seu taco. Assim é que se faz.

BOLA FORA

A polícia teve trabalho para conter arruaceiros antes e depois da decisão da Copa do Rei entre Valencia e Barcelona, que acabou com torcedores presos e policiais feridos.

Comentários