Sem deixar saudade

Por O Dia

Brasil e Peru decidem hoje, no Maracanã, quem leva a taça da Copa América
Brasil e Peru decidem hoje, no Maracanã, quem leva a taça da Copa América -
A Copa América termina no Maracanã com a decisão entre Brasil e Peru, mas já voltará no ano que vem. A 47ª edição promete ser pior, começando na Argentina, terminando na Colômbia, submetendo mais uma vez jogadores que atuam na Europa ao sacrifício de abrir mão de férias para atender a convocações. A novidade será a mudança no formato: as dez seleções sul-americanas e os convidados, Catar e Austrália, serão divididos em dois grupos de seis, batizados de Norte e Sul. Os quatro primeiros de cada grupo passam para a fase eliminatória. A Copa América será disputada entre 12 de junho e 12 de julho, sem que haja paralisação do Campeonato Brasileiro, o que limitará convocações dos que jogam no Brasil. A partir dessa edição, se sobreviver, a Copa América será realizada a cada quatro anos. Lembrando que no ano que vem começam as Eliminatórias para a Copa do Catar. Será uma superdose, capaz de adormecer javali enfurecido.

DIA D
Nas casas de apostas, o Brasil é megafavorito, com o Peru pagando 10 a cada real apostado. Se fosse Uruguai ou Argentina, um resultado ruim seria menos danoso. Perder para o Peru, queiram ou não, será um desastre com consequências que poderão chegar à demissão sumária de Tite. Juca Kfouri detonou essa semana a notícia de que Tite sairia qualquer que fosse o resultado. Não creio. Acho que ganhando fica, perdendo vai para a panela.

PEDALADAS
Seu Jesus reedita a cartilha editada por Yustrich na década de 60. Lei Marcial para a meninada no Flamengo, controle dentro e fora do clube. Jogadores fingem que adoraram a novidade.
Luxemburgo diz que, para ganhar do Vasco, os outros terão que correr além do normal. A conferir.
A Fifa quer a próxima Copa do Mundo de Futebol Feminino com 32 seleções.

BOLA DENTRO
Aos 36 anos, Daniel Alves, baiano de Juazeiro, dando aula de classe e vitalidade. É longe dos demais o melhor jogador desta edição da Copa América.

BOLA FORA
A Argentina sai reclamando dos gramados, da arbitragem, do VAR e até da presença no campo do presidente Bolsonaro. Só não ouvi nada a respeito das fracas atuações da equipe.

Comentários