Ainda não pegou no breu

Por O Dia

Técnico do São Paulo, Cuca tem chances de conseguir arrumar o time e fazê-lo brigar pelo título
Técnico do São Paulo, Cuca tem chances de conseguir arrumar o time e fazê-lo brigar pelo título -

O Brasileirão é uma corrida de resistência, e não de velocidade. Não adianta largar a toda e depois cansar. Na virada do turno, a metade estará fora de combate e, a partir da quinta ou sexta rodada, provavelmente restarão uns quatro pretendentes ao título de campeão. Considero que o São Paulo do Cuca subirá e será candidato real, brigando pela ponta, provavelmente com o Flamengo do Jesus e o Palmeiras do Felipão. Não descarto uma arrancada do Atlético-MG ou mesmo do Internacional, mas com poucas chances de título. Apesar da boa campanha não acredito no Santos de Sampaoli como candidato real, vejo o time se desgastando muito pela forma intensa como joga e o coloco como um daqueles que chamo de balão japonês - sobe aqui e cai ali. Se entrar na briga, para mim será uma agradável surpresa. Pena que, para nós do Rio, Vasco, Fluminense e Botafogo não tenham chances e que lutem apenas para fugir do atoleiro e permanecer na elite.

QUE FASE!

O Fluminense segue a rotina, joga bonito, tempo de posse de bola e perde. São cumpridas 14 rodadas com apenas três vitórias, numa campanha inaceitável para um clube com as tradições do Tricolor. Contra o Galo, vontade não faltou e a prova é que Nenê, autor do gol na derrota por 2 a 1, foi expulso depois do jogo por reclamação e Pedro saiu com lesão muscular. Fernando Diniz mais uma vez gostou do desempenho. A torcida detestou o resultado.

PEDALADAS

Cuca botou Jorge Sampaoli no bolso, o São Paulo ganhou de virada do Santos por 3 a 2 e mostrou que tem chances de brigar pelo título.

Jair Pereira deu show na 'Fox' no programa Aqui com Benja. O cara tem currículo e histórias incríveis. Faz falta no futebol.

William Arão atacou, defendeu, fez gol e foi um dos destaques na vitória do Flamengo por 3 a 1 sobre o Grêmio.

BOLA DENTRO

A torcida do Flamengo mais uma vez deu show no Maracanã. O time foi goleado pelo Bahia e ela esteve lá, firme, quase 60 mil vozes apoiando a equipe na vitória sobre o Grêmio.

BOLA FORA

As longas interrupções dos jogos depois de lances capitais, como gols, pênaltis e impedimentos, ultrapassam todos os limites da paciência humana. Os caras estão abusando.

 

Comentários