Começa a via crúcis

Por O Dia

Jesus: dois títulos em campanhas espetaculares
Jesus: dois títulos em campanhas espetaculares -
O Flamengo acordará cedo para enfrentar a Chapecoense, em Chapecó, no que batizei de Jogo do Mau Hálito. Bola rolando às 11 da matina. Trata-se do confronto entre o líder e o lanterna do Campeonato Brasileiro. Teoricamente um jogo fácil, tranquilo, daqueles que servem apenas para cumprir tabela. Na prática tudo pode ser diferente. A Chapecoense desesperada, cobrada por sua valorosa torcida, procurando escapar da zona de rebaixamento, e o Flamengo saindo de um jogo escamado de Libertadores, diante de um Grêmio guerreiro, e desgastado física e emocionalmente, com o técnico Jorge Jesus tendo que se virar para suprir as ausências de Arrascaeta e Filipe Luis, lesionados, e de Gabigol, suspenso. Esse é o começo da via crúcis que Jesus terá que atravessar. Serão cinco jogos até reencontrar o Grêmio para decidir vaga na final da Liberta, tendo que encontrar soluções para as ausências e mantendo a equipe em alto nível nas duas competições.

FORÇA FLU
Marcão merecia a oportunidade que acaba de receber. Assumir o comando da equipe do Fluminense em um momento difícil como este não é para qualquer um. Sua missão será conseguir o que Fernando Diniz e Oswaldo de Oliveira tentaram sem sucesso: tirar o carro do atoleiro e conduzi-lo à salvação. Tem competência, conhecimento e, com apoio dos jogadores e torcedores, há de conseguir. Batismo será esta tarde no clássico com o Botafogo.

PEDALADAS
Os tais impedimentos milimétricos e os pênaltis inventados pelas interpretações estapafúrdias por parte da turma do VAR, estão desmoralizando os árbitros de campo.
Virou moda grupos de desocupados invadirem os clubes nas áreas de trabalho dos jogadores. Se as autoridades não entrarem a sério neste assunto, em breve poderemos ter uma tragédia.

BOLA DENTRO
Renato Gaúcho cresceu muito como técnico. Evoluiu como comandante, aprendeu a ler os jogos e ganhou a confiança da galera. Tudo isso sem deixar de ser o bonachão de sempre.

BOLA FORA
Olho grande assusta a galera rubro-negra. O time estava voando baixo, atropelando todo mundo, não socorrendo e do nada perde jogadores importantes justo na reta final.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários