COLECIONANDO VEXAMES

Por O Dia

Casemiro (E), ao lado de Richarlison, fez o gol que evitou a derrota do Brasil para a Nigéria
Casemiro (E), ao lado de Richarlison, fez o gol que evitou a derrota do Brasil para a Nigéria -
Com outra pálida atuação, o Brasil conseguiu empatar com a Nigéria em 1 a 1. O pior é a falta de noção da realidade. Os caras tropeçam na bola, não conseguem trocar passes, tabelar, assustar o goleiro adversário, acham um gol salvador, que acabou evitando a derrota vergonhosa, e deixam o campo falando em evolução da equipe. A Nigéria não se assustou com a fama do adversário. Fez 1 a 0 no primeiro tempo, poderia ter ampliado e sofreu o empate numa cobrança de escanteio, em que Casemiro aproveitou, no início do segundo tempo. Gabriel Jesus era a exceção naquele mar de mediocridade, mas foi sacado, provocando um sorriso agradecido do treinador da Nigéria. Foi o quarto jogo sem vitória diante de adversários fracos, o que deveria acender o alerta vermelho na CBF. Tite está perdido, a equipe não tem padrão e o desânimo, que está estampado no rosto de cada um, mostra que o barco está à deriva. Já são ouvidos os gritos de salve-se quem puder.

VERGONHA

O lance de pênalti cristalino feito por Leo Pereira em Lucas Silva, marcado pelo árbitro Bráulio Machado com absoluta convicção e posteriormente anulado, após consulta ao VAR, foi o destaque negativo do fim de semana. A inacreditável decisão do árbitro deveria ser questionada com veemência. O Flamengo venceu o Athletico-PR por 2 a 0, mas não pode deixar isso barato. Precisa estar na CBF ainda hoje, exigindo punição aos envolvidos.

PEDALADAS

Sem Ganso, o Fluminense do Marcão foi outro. Ganhou do Bahia com autoridade.
Botafogo bem que lutou para conquistar a simpatia do Montenegro, mas não deu. Alberto Valentim viu a vitória do Palmeiras da cabine e deve ter gostado do Bochecha, que parou Dudu.

BOLA DENTRO

O Vasco suou, mas venceu o Fortaleza com gol de PiKachu, de pênalti. Vitória importante na escalada para alcançar os 45 pontos e se livrar do fantasma do rebaixamento.

BOLA FORA

Na vitória do Flamengo sobre no Athletico-PR, Rafinha deixou a Arena da Baixada para o hospital, vítima de mais um choque de cabeça com cabeça, desses que vêm ocorrendo com frequência.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia